Tivit entra no negócio de cibersegurança e lei geral de proteção de dados

A empresa brasileira de tecnologia aposta em reunir serviços sob um mesmo guarda-chuva para conquistar grandes empresas

A multinacional brasileira de tecnologia Tivit entra no negócio de cibersegurança, área com faturamento global de 156,5 bilhões de dólares em 2019 e com taxa de crescimento anual de 10% até 2027, segundo a consultoria americana Grand View Research.

A empresa passa a oferecer soluções de segurança corporativa, bem como consultoria de governança e compliance.

A Tivit irá auxiliar os clientes da nova área a estar em conformidade com a nova Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais, que deve entrar em vigor em breve no Brasil aos moldes da lei de privacidade da União Europeia — ainda com alguns vetos.

Tivit-Segurança-LGPD Armando Amaral: diretor de cibersegurança da Tivit lidera nova área da empresa

Armando Amaral: diretor de cibersegurança da Tivit lidera nova área da empresa (Tivit/Divulgação)

“Criamos uma solução abrangente de segurança e tecnologia voltada a empresas grandes para buscar resolver os principais problemas de segurança em um lugar só. Nosso objetivo é criar uma plataforma de segurança que permita às empresas clientes manter o foco naquilo que elas fazem de melhor. Nosso negócio é ajudar os clientes a operar a tecnologia e dar tranquilidade aos nossos clientes. A segurança boa é aquela que não aparece“, afirma Armando Amaral, diretor de cibersegurança da Tivit, em entrevista à EXAME.

Inicialmente, a Tivit irá oferecer monitoramento de ataques de hackers com contenção e resposta a incidentes de segurança, proteção de infraestrutura, acesso e dados. Como próximos passos, a companhia prepara a oferta de tecnologias que usam inteligência artificial para monitorar e combater ameaças virtuais a empresas.

No novo negócio de segurança digital e adequação à Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais, a Tivit irá competir com grandes empresas de tecnologia, como Accenture, Microsoft, Cisco, McAfee, Sinqia e Flipside. A aposta da empresa brasileira é em reunir todos os serviços sob um mesmo guarda-chuva e conquistar novos clientes e também aqueles que, hoje, já utilizam outros serviços da própria Tivit, como soluções de computação em nuvem e pagamento online. Atualmente, a Tivit tem clientes como Banco Votorantim, Malwee e Credz, além de parcerias com Amazon Web Services, Google, Microsoft e SAP.

Você já leu todo conteúdo gratuito deste mês.

Assine e tenha o melhor conteúdo do seu dia, talvez o único que você precise.

Já é assinante? Entre aqui.

Deseja assinar e ter acesso ilimitado?

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.