Tinder terá opção para investigar se usuário já foi acusado de assédio sexual

O plano é coibir a prática de violência sexual entre usuários do aplicativo de relacionamento

O Match Group, empresa que controla o aplicativo Tinder e outros serviços semelhantes, vai permitir que os usuários possam investigar o passado das pessoas com as quais estão se relacionando na plataforma virtual. Será possível saber se a pessoa já foi acusada de algum crime, principalmente aqueles relacionados com abuso e assédio sexual.

A investigação será feita a partir de um serviço prestado pela Garbo, organização sem fins lucrativos que “faz a coleta de registros públicos e relatórios envolvendo violência ou abuso, incluindo prisões, condenações, ordens de restrição, assédio e outros crimes violentos”, segundo esta postagem.

O plano do Match Group, que realizou um investimento de valor não revelado na Garbo, é simples: tornar o ambiente digital (e o real) mais seguro para os usuários de aplicativos de relacionamento.

Apesar de a Garbo ter acesso a uma base de dados que envolve um número muito maior de usuários com antecedentes criminais, a organização não irá divulgar detalhes de pessoas acusadas de crimes menores e que não estão relacionados com assédio ou abuso sexual, como posse de drogas.

A Match ainda não deu muitos detalhes de como o serviço vai funcionar nem de quando ele será ativado. Sabe-se que a pesquisa poderá ser feita utilizando apenas o nome completo ou com a combinação do primeiro nome e do número de telefone. Não está claro se o recurso será disponibilizado para todos os usuários ou apenas aqueles com planos pagos do Tinder.

Além do Tinder, outras marcas da empresa, como os aplicativos OkCupid, Hinge  Match, também deverão contar com recurso. Por se tratar da coleta de dados públicos, é possível que o recurso não esteja disponível em todos os países, apenas naqueles nos quais essas informações poderão ser coletadas legalmente pela Garbo ou por outra empresa parceira do Tinder.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também