TikTok testa duração maior de vídeos na plataforma, diz especialista

Consultor afirma que plataforma deve disponibilizar atualização em breve
Plataforma veio para ficar; TikTok se aproxima da concorrência e quer reter usuários (SOPA Images/Getty Images)
Plataforma veio para ficar; TikTok se aproxima da concorrência e quer reter usuários (SOPA Images/Getty Images)
D
Da Redação

Publicado em 02/09/2021 às 18:11.

Última atualização em 02/09/2021 às 18:48.

A rede social de vídeos curtos TikTok está testando formatos maiores de vídeos dentro do aplicativo. Se até bem pouco tempo atrás cada um não podia ter mais do que 1 minuto, hoje é possível publicar vídeos de até 3 minutos, limite fixado pela plataforma em julho – e a empresa já estuda aumentar esse limite para 5 minutos. A informação foi divulgada recentemente por Matt Navarra, especialista em encontrar dados "escondidos" em aplicativos.

De acordo com informações do portal 9to5Mac, os usuários que forem selecionados para testar esse novo formato receberão uma notificação. Por enquanto, ainda não há detalhes sobre como essa atualização vai funcionar e quando deve chegar a todos os usuários.

Apesar de parecer uma mudança pequena, essa inclusão aquece a disputa pela atenção dos usuários no principal rival, o Instagram (que disponibiliza a funcionalidade Reels para vídeos curtos) e o próprio YouTube. No caso, a reação da plataforma que faz parte do mesmo grupo do Google foi lançar, recentemente, a função Shorts, que permite fazer vídeos no mesmo formato dos publicados no TikTok.

Ainda assim, ambas as plataformas de origem americana são utilizadas por usuários que precisam recorrer a formatos maiores – e parece que a plataforma de origem chinesa quer concentrar cada vez mais a atenção dentro do próprio app.

Para reforçar essa tese, basta lembrar que, ainda em agosto, o TikTok anunciou que vai lançar uma função "stories", com vídeos que somem após 24 horas, num formato similar ao utilizado por Instagram e Snapchat. Essa informação também foi divulgada por Matt Navarra, que afirmou que será possível encontrar os stories de outros perfis ao deslizar da esqueda para a direita dentro da aba "For You" (a primeira tela que aparece no aplicativo).

Além disso, a ascensão da plataforma traz a reboque outras redes sociais que crescem de forma contínua, como o Kwai e o Moj. Ambos têm uma operação bastante similar à do TikTok – e, pouco a pouco, ganham alcance entre os usuários.

Para se diferenciar da "concorrência", o TikTok tem uma abordagem diferente de outras redes sociais em trazer fontes de renda. Recentemente, a plataforma firmou parceria com a Shopee, para criar uma aba de compras dentro do app, pouco após estimativas mostrarem que o volume de compras global dentro do aplicativo gerou 2,5 bilhões de dólares. Na era das compras em lives, o TikTok parece querer tomar a frente também nesse mercado.

No momento em que a plataforma atinge 3 bilhões de downloads, tirando o recorde que pertencia ao Facebook, a mensagem do TikTok parece cada vez mais clara: a plataforma veio para ficar.