TikTok afirma que servidores da Oracle nos EUA não são acessados pela parte chinesa da empresa

A alegação surge após conversas vazadas mostrarem que funcionários da ByteDance, em diferentes oportunidades, tinham contato com dados privados de usuários americanos do TikTok
 (Brent Lewin/Bloomberg)
(Brent Lewin/Bloomberg)
Por AFPPublicado em 20/06/2022 16:25 | Última atualização em 20/06/2022 16:25Tempo de Leitura: 1 min de leitura

O TikTok anunciou, na semana passada, que a Oracle armazenará todos os dados de seus usuários americanos, na tentativa de dissipar os temores sobre sua segurança nas mãos de uma plataforma de propriedade da ByteDance na China. 

“Continuaremos a impulsionar nosso objetivo de limitar o número de funcionários que têm acesso aos dados dos usuários e os cenários, nos quais o acesso a dados é ativado”, afirmou o diretor de Segurança da Informação do TikTok, Roland Cloutier, em um comunicado.

O anúncio se deu quando o popular serviço de compartilhamento de vídeos curtos se defendeu das preocupações sobre a capacidade dos engenheiros na China de acessar informações dos usuários americanos que não sejam públicas.

Os funcionários da ByteDance acessaram, em diferentes oportunidades, informações sobre usuários americanos do TikTok, como revelou uma matéria do Buzzfeed, citando um áudio vazado das reuniões internas do aplicativo.

No final do ano passado, o TikTok revelou ter alcançado um bilhão de usuários no mundo todo.