Tecnologia

Threads: Instagram se adianta e lança rival do Twitter mais cedo

A plataforma, que se assemelha ao Twitter, promete unir o melhor do Instagram ao universo dos textos

Threads: microblog está agora disponível para download  (Lorenzo Di Cola/NurPhoto/Getty Images)

Threads: microblog está agora disponível para download (Lorenzo Di Cola/NurPhoto/Getty Images)

André Lopes
André Lopes

Repórter

Publicado em 5 de julho de 2023 às 20h23.

Última atualização em 5 de julho de 2023 às 21h31.

Threads, a mais recente rede social do conglomerado Meta, já está disponível para download em smartphones Android e iPhones, além de uma versão acessível direto do navegador. Com uma dinâmica similar ao Twitter, essa rede social promove interações baseadas em texto, permitindo que os usuários postem e respondam uns aos outros.

O aplicativo é gratuito e, até o momento, está livre de anúncios. Seu lançamento, inicialmente agendado para quinta-feira, 6, foi adiantado em um dia.

O lançamento do Threads coincide com um período de incerteza no Twitter desde que o proprietário da Tesla, Elon Musk, comprou a empresa em outubro e iniciou uma reestruturação do aplicativo, com a demissão de milhares de funcionários e a imposição de pagamento para o acesso a muitos recursos da rede.

Leia também: Novo app Threads: o que você precisa saber para se tornar influente na rede social

Segundo o chefe do Instagram, Adam Mosseri, a “volatilidade” e a “imprevisibilidade” do Twitter sob Musk deram a abertura para a concorrência. Em entrevista ao The Verge, Mosseri disse que Threads é um “negócio arriscado”, especialmente porque é um novo aplicativo que as pessoas vão precisar baixar e se acostumar.

Mas a Meta facilitou o processo de integração, permitindo que o usuário preencha automaticamente as informações da sua conta e siga a lista de contatos do Instagram.

Mas há outros desafios. O Twitter já existe há muito tempo e construiu uma rede única que é difícil, se não impossível, de ser replicada. Mesmo com o esforço de Musk em mutilar o serviço nos últimos meses, está claro que a Meta sabe que derrubar o Twitter não será fácil.

“Acho que seria um erro subestimar tanto o Twitter quanto Elon”, afirma Mosseri. “O Twitter tem muita história; tem uma comunidade incrivelmente forte e vibrante. Os efeitos de rede são incrivelmente fortes.”

Threads é surpreendentemente semelhante ao Twitter em aspectos importantes. O feed principal do aplicativo mostra postagens (ou, como Mosseri as chama, “tópicos”), junto com contas recomendações pelo algoritmo do Instagram. É possível republicar algo com um comentário, e as respostas são destacadas no feed principal.

Não há feed apenas das pessoas que você segue, embora isso possa ser adicionado posteriormente. Postagens no Threads podem ter até 500 caracteres e incluir fotos ou vídeos com até cinco minutos de duração. Não há anúncios, pelo menos por enquanto - se o Threads atingir escala suficiente, de acordo com Mosseri, publicidade será o caminho natural do app.

Também não há um esquema de verificação pago que desbloqueie funcionalidades adicionais, embora, para os que tenham um selo azul no Instagram, ele seja transferidos para as contas do Threads automaticamente.

Acompanhe tudo sobre:TwitterRedes sociais

Mais de Tecnologia

TikTok passa a testar vídeos de 60 minutos e acirra disputa com YouTube

Como tirar o online do WhatsApp no Android? Confira o tutorial no app

Como escanear documentos no seu smartphone sem instalar nada

Como descobrir uma fonte a partir da imagem pela internet

Mais na Exame