Tesla: Robô humanoide será foco da empresa em 2022, afirma Musk

“Acho que tem potencial para ser mais significativo do que o negócio de veículos ao longo do tempo”, disse o executivo durante evento da companhia
 (YouTube Tesla/Reprodução)
(YouTube Tesla/Reprodução)
Por Laura PanciniPublicado em 27/01/2022 15:31 | Última atualização em 28/01/2022 09:49Tempo de Leitura: 2 min de leitura

O foco de 2022 da Tesla não são os carros elétricos, e sim os robôs humanoides. Pelo menos é isso que afirmou Elon Musk em evento sobre o balanço trimestral do quarto trimestre de 2021 da empresa nesta quarta-feira, 26. “Acho que tem potencial para ser mais significativo do que o negócio de veículos ao longo do tempo”, disse Musk.

O Tesla Bot, que também recebeu o codinome "Optimus", seria "o produto mais importante" sendo desenvolvido este ano. A novidade vem como uma surpresa para fãs da empresa que antecipavam o lançamento de veículos como o Cybertruck, que estava planejado para o início de 2022 mas foi adiado para 2023.

Elon Musk tem o costume de fazer promessas sobre produtos inovadores e futurísticos que acabam não sendo cumpridas. Recentemente, por exemplo, um vídeo resgatando todas as vezes em que Musk prometeu "robôtaxis autônomos" na estrada para o ano seguinte viralizou. O CEO da Tesla é visto fazendo a mesma promessa todos os anos desde 2014, mas os robôtaxis nunca foram lançados.

O robô da Tesla foi introduzido pela primeira vez em agosto de 2021, durante o evento da companhia "Dia da IA". "A intenção é ser amigável, é claro, navegar por um mundo feito para humanos e eliminar tarefas perigosas, repetitivas e chatas", disse o executivo na época, também deixando claro em uma de suas brincadeiras que seria possível "fugir e dominar" o robô caso necessário.

Para o CEO da Tesla, mesmo que o robô esteja a anos de distância e nunca se torne realidade, a ideia tem o potencial de revolucionar a forma como trabalhamos. "Se você pensar na economia, a base dela é o trabalho. Então, o que acontece se você não tiver realmente uma escassez de mão de obra? É disso que se trata o Optimus, por isso é muito importante", disse.