Spotify despenca após resultado trimestral abaixo do esperado

As ações da Spotify caíram até 18% no after-market depois que a companhia divulgou previsão de assinantes
Spotify: A base de assinantes pagantes cresceu 16% e o total de usuários ativos mensais subiu 18%, para um recorde de 406 milhões (Christian Hartmann/Reuters)
Spotify: A base de assinantes pagantes cresceu 16% e o total de usuários ativos mensais subiu 18%, para um recorde de 406 milhões (Christian Hartmann/Reuters)
R
Reuters

Publicado em 03/02/2022 às 06:57.

Última atualização em 03/02/2022 às 06:58.

A Spotify previu nesta quarta-feira um número menor de assinantes para o atual trimestre em relação ao esperado por Wall Street, mas executivos buscaram assegurar aos investidores que o crescimento da empresa não empacou, apesar da polêmica ao redor do podcast The Joe Rogan Experience.

As ações da Spotify caíram até 18% no after-market depois que a companhia divulgou previsão de assinantes.

"Apesar de não divulgarmos mais estimativas para o ano sobre assinantes...não esperamos uma diferença material nas adições líquidas seja de usuários ou assinantes em 2022 ante 2021", disse o vice-presidente financeiro, Paul Vogel, à Reuters.

As ações reduziram perdas e mostravam baixa entre 3% e 9% após o choque inicial.

A previsão minimizou o desempenho da receita no quarto trimestre, que veio mais alta que o esperado, puxada por vendas de mais anúncios e novos serviços como podcasts. A base de assinantes pagantes cresceu 16% e o total de usuários ativos mensais subiu 18%, para um recorde de 406 milhões.

Mas a companhia previu para o atual trimestre 183 milhões de usuários pagantes, abaixo das expectativas de 184 milhões. A receita deve cumprir o esperado de 2,6 bilhões de euros.

O serviço de streaming de música investiu mais de 1 bilhão de dólares na área de podcasts, liderada por programas exclusivos como The Joe Rogan Experience.

Mas o astro também atraiu controversia após seu programa ir ao ar com comentários polêmicos sobre a Covid-19 que atraíram protestos de artistas como Neil Young e Joni Mitchell.

Rogan, um comentarista popular da internet, têm pedido desculpas e a Spotify disse que vai passar a adicionar mensagens de alerta de conteúdo em programas que discutem a pandemia.

O presidente-executivo da Spotify, Daniel Ek, afirmou que a companhia já tem uma equipe dedicada à moderação de conteúdo.

"Tomamos medidas sobre mais de 20 mil podcasts desde o início da pandemia", disse Ek à Reuters. "Então isso descreve o tamanho desta operação. É uma operação verdadeiramente global."

"Apesar de Joe ter uma audiência enorme, ele tem hoje o podcast número 1 em mais de 90 mercados, ele também tem que cumprir as políticas da Spotify", disse Ek.

Os assinantes pagos da companhia, que são responsáveis pela maior parte da receita da empresa, cresceram para 180 milhões, ante previsões de analistas de 179,9 milhões.

A receita subiu a 2,69 bilhões de euros, ante 2,17 bilhões um ano antes. Analistas em média previam faturamento de 2,65 bilhões de euros no trimestre, segundo dados da Refinitiv.