SpaceBR SpaceBornPC

logo-infolab

Avaliação de Airton Lopes / Este miniPC com Android 4 funciona plugado a TVs e monitores com HDMI, mas só é indicado para tarefas básicas. O controle é feito com o seu kit de teclado e mouse sem fio.

Avaliação de César Pereira / Uma mistura de media center com computador de bolso, esse gadget que parece um pendrive roda Android 4 e serve para a execução de tarefas bem básicas do dia a dia.

Ele é todo preto fosco e mede 9 por 4 por 1 centímetros e pesa só 35 gramas. O logotipo da empresa é um adesivo que descola com poucos dias de uso. Em uma das pontas fica a HDMI e, nas laterais, slot para microSD e USB 2.0.

Ele é como o motor de um computador bem simples, com processador ARM Cortex A8 de 1,5 GHz e gráficos Mali 400. Por isso, não tem muito espaço de armazenamento: apenas 0,98 GB, para aplicativos do Google Play. No entanto, dá para aumentar a capacidade via microSD.

Para efeito de comparação, rodamos os benchmarks Vellamo e AnTuTu nele e os resultados foram, respectivamente, 531 e 2584 pontos. O Galaxy S4, celular flagship da Samsung, marcou 1709 e 10699 nos testes.

Para utilizar o SpaceBornPC, é preciso conectá-lo a uma TV ou monitor via HDMI. Para fazer conexões de dados, é possível usar a USB ou Wi-fi. A USB também serve para alimentá-lo; é bom usar a porta da própria televisão, assim desliga junto com ela.

Todos os comandos são dados com o teclado e mouse sem fio que acompanham o kit. O padrão do teclado é ABNT-2 e não foi possível mudar o layout padrão, que é inglês, enquanto o idioma do sistema é português. Outro problema com o teclado foi quanto aos atalhos: alguns foram reconhecidos, como ALT+TAB, CTRL+F e ALT+F4, mas os famosos CTRL+C/X, CTRL+V foram deixados de lado. E, sempre que um texto é selecionado, o teclado virtual aparece e ocupa metade da tela, independentemente da presença do teclado externo.

Atrapalhando um pouco mais a usabilidade, a interface principal, chamada ulancher, é feia de doer. Consiste em uma barra com ícones que levam aos principais aplicativos. Ela é um pouco lenta, especialmente para carregar jogos.

No mouse, todos os comandos de um dedo estão disponíveis, incluindo o zoom com tap. Os gestos são: botão esquerdo para clicar, dois cliques para simular o tap e botão direito para voltar.

Mas o grande trunfo do SpaceBornPC é na hora de reproduzir arquivos de mídia. Ele reconheceu todos os principais formatos de vídeo, áudio e imagem: MKV, MPEG4, MPEG2, WMV, MP3, WMA, PNG, TIFF, JPG, PNG e GIF. É importante citar que a reprodução de vídeo via DNLA apresentou alguns engasgos. Mas a resolução nativa de saída é 1080p.

Ficha técnica

SO Android 4.0.4
Conexões HDMI, USB 2.0, Wi-fi
Processador ARM Cortex A8 de 1,5 GHz
GPU Mali 400
Peso 35 g

Avaliação técnica

Prós Player padrão reproduziu todos os formatos do teste via microSD.
Contras Não funcionou com o layout ABNT-2 do próprio teclado que veio com ele. Espaço interno curto.
Conclusão Opção econômica como media center; como computador, é só para as tarefas mais básicas.
Interface 7,5
Compatibilidade 8,5
Usabilidade 6,5
Média 7.0
Preço R$ 299

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.