Sony detecta nova falha de segurança que atinge dados bancários

A multinacional japonesa foi obrigada a suspender os serviços da Sony Online Entertaiment (SOE) ao detectar que em um ataque de hackers foi possível filtrar informação pessoal de 24,6 milhões de contas

Tóquio – Uma nova invasão em um serviço online da Sony expôs os dados bancários de dezenas de milhares de clientes e eleva a mais de 100 milhões os usuários cuja informação pessoal pode estar vulnerável.

A multinacional japonesa foi obrigada a suspender os serviços da Sony Online Entertaiment (SOE) ao detectar que em um ataque de hackers foi possível filtrar informação pessoal de 24,6 milhões de contas e os dados bancários de 23,4 mil clientes.

Na semana passada, a Sony reconheceu que os dados pessoais de 77 milhões de contas das plataformas PlayStation Network (PSN) e Qriocity poderiam te sido roubados por hackers, embora descartasse roubo de dados bancários e cartões de crédito.

Agora se sabe que os ataques às três plataformas online começaram com a invasão na SOE, popular entre os fãs de games, no dia 16 de abril e continuou com a intrusão nas bases de dados de PSN e Qriocity até o dia 19 desse mês.

As duas plataformas foram suspensas um dia depois, enquanto os problemas na SOE não foram detectados até agora, durante as investigações para determinar a origem do ataque.

Os erros de segurança têm levantado uma onda de críticas e questionamento de autoridades como os Estados Unidos e França, embora os analistas considerem que os sistemas de pagamento bancários, nos quais a proprietária do cartão interfere, evitarão prejuízos econômicos para os usuários.

Segundo indicou o porta-voz de Sony, Patrick Seybold, no blog oficial da companhia, é muito difícil, quase impossível, conseguir senha de um cartão de crédito ou débito, já que são codificadas com base em um sistema especial de algoritmos.

A Sony já estava investigando com analistas e junto às autoridades judiciais dos Estados Unidos a falha de segurança na PSN e Qriocity, dois serviços que esperam ser restabelecidos parcialmente quando estiverem seguros, previsivelmente nesta semana.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.