Samsung pretende lançar alto-falante inteligente em 2018

Mercado de alto-falantes inteligentes deve ficar ainda mais quente com a Samsung entrando na briga

A Samsung pretende lançar um alto-falante inteligente no primeiro semestre de 2018, entrando no concorrido campo dos dispositivos controlados por voz da Amazon.com, da Apple e da Alphabet, disseram pessoas informadas sobre os planos.

O dispositivo da gigante da tecnologia sul-coreana focará fortemente na qualidade do som e no gerenciamento de aparelhos domésticos conectados, como lâmpadas e fechaduras, disseram as pessoas, que pediram anonimato por falarem sobre planos privados.

O aparelho rodará a Bixby, assistente digital da Samsung que rivaliza com Alexa, Siri e Google Assistant. Também sincronizará com TVs, smartphones Galaxy e outros dispositivos Samsung, disseram as pessoas. A Samsung preferiu não comentar o assunto.

Assim como o Apple HomePod é o baluarte da casa, o alto-falante da Samsung fará o mesmo por seu ecossistema de dispositivos e serviços, incluindo o SmartThings, comprado pela Samsung em 2014. A empresa pretende disponibilizar o aparelho em diversos mercados, inclusive nos EUA, e estuda um preço próximo de US$ 200, disseram as pessoas. O Echo, principal alto-falante da Amazon, é vendido a US$ 100 e o Apple HomePod, também focado na qualidade do som, custará US$ 349 quando estiver à venda, no ano que vem.

Os planos de fixação de preços e lançamento da Samsung ainda não estão finalizados e podem mudar, disseram as pessoas a par do desenvolvimento do alto-falante. A empresa ainda trabalha para melhorar a capacidade do dispositivo de realizar buscas ativadas por voz na web, disse uma das pessoas.

Assim como a Apple, a Samsung está chegando tarde a um mercado que teve a Amazon como pioneira, que em seguida ganhou a companhia do Google. Os alto-falantes em si não geram tanto lucro para as fabricantes, mas os assistentes de voz e serviços distribuídos pelos aparelhos são um campo de batalha importante para o futuro da interação entre homem e computador.

A Amazon ganha dinheiro quando as pessoas compram em sua loja on-line por meio da Alexa nos aparelhos Echo. Os alto-falantes do Google ampliam seu lucrativo mecanismo de busca para as residências e ajudam a empresa a vender produtos como seus serviços de música. O HomePod servirá para que a Apple garanta usuários para a plataforma HomeKit e provavelmente ajudará a empresa a ampliar as assinaturas de seu serviço de música.

Segundo Gartner, os alto-falantes ativados por voz se transformarão em um mercado de US$ 3,5 bilhões até 2021, contra US$ 720 milhões em 2016, muito menor do que o negócio de smartphones. No entanto, muitas residências provavelmente terão vários alto-falantes para cada cômodo, o que daria às empresas de tecnologia mais pontos de acesso para garantir o uso de seus outros serviços.

Em agosto, o executivo da Samsung DJ Koh afirmou que a empresa estava trabalhando em um alto-falante inteligente, sem fornecer detalhes. Outro executivo, Patrick Chomet, que entrou na Samsung no ano passado, dirige o projeto, disse uma pessoa que conhece o trabalho da empresa.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também