Robô inspirado em cachorro combate coronavírus em Singapura

A principal tarefa do robô é reproduzir uma gravação para lembrar aos visitantes ficarem pelo menos um metro de distância uns dos outros
Spot: robô tem sensores e câmeras que podem estimar o número de pessoas em um parque (Boston Dynamics/YouTube)
Spot: robô tem sensores e câmeras que podem estimar o número de pessoas em um parque (Boston Dynamics/YouTube)
D
Da Redação

Publicado em 11/05/2020 às 08:49.

Última atualização em 11/05/2020 às 16:02.

Um robô de quatro patas, parecido com um cachorro, é a nova arma de Singapura para combater a pandemia do novo coronavírus.

Chamada de Spot, a máquina foi desenvolvida pela empresa americana Boston Dynamics e começou a ser usada para patrulhar o parque Bishan-Ang Mo Kio, de Singapura, por duas semanas.

Apesar de lembrar um cachorro, não espere nenhum latido para quem estiver desrespeitando a quarentena. A principal tarefa de Spot é reproduzir uma gravação para lembrar aos visitantes ficarem pelo menos um metro de distância uns dos outros.

 

Segundo o jornal chinês South China Morning Post, o robô também conta com câmeras e sensores, que funcionam em 360º, para fazer uma estimativa de quantas pessoas estão no parque naquele momento.

O experimento inicial deve durar duas semanas.

Ainda segundo o periódico chinês, Spot também tem sido usado para levar medicamentos em um hospital destinado a pessoas com o novo coronavírus em Singapura.

De acordo com a universidade americana Johns Hopkins, Singapura registrou mails de 23 mil infectados, desde o começo da pandemia, e 20 mortes. O país ficou conhecido por ser um exemplo de como enfrentar o vírus no começo do contágio, mas que também sofreu com uma segunda onda de infecções.