Ritmo de crescimento do Netflix cai no segundo trimestre

Segundo balanço divulgado nesta segunda, 22, o serviço aumentou sua base em 630 mil assinantes nos Estados Unidos e 610 mil em outros territórios

A base de assinantes do Netflix cresceu em ritmo menor no segundo trimestre de 2013, em comparação com os dois trimestres anteriores. Segundo balanço divulgado nesta segunda, 22, o serviço aumentou sua base em 630 mil assinantes nos Estados Unidos e 610 mil em outros territórios.

Com isso, o serviço de streaming tem uma base de 37,56 milhões de assinantes, sendo 29,81 milhões nos Estados Unidos e 7,75 milhões na soma dos outros países.

Nos EUA, o serviço havia crescido em mais de dois milhões de assinantes em cada um dos dois trimestre anteriores. Na divisão internacional, a base vinha crescendo em mais de um milhão por trimestre.

Já o serviço de DVD, presente apenas nos EUA, perdeu base, caindo de 7,98 milhões de assinantes no primeiro trimestre de 2013, para 7,51 no segundo trimestre.

O serviço, no entanto, ainda é relevante na composição financeira da companhia. O faturamento global da Netflix foi de US$ 1,069 bilhão no último trimestre, contra US$ 1,024 bilhão no trimestre anterior. O serviço de DVD foi responsável por US$ 232 milhões do faturamento, enquanto o de streaming nos EUA faturou US$ 671 milhões e o internacional faturou US$ 166 milhões.

A divisão internacional, sozinha, apresentou um prejuízo de US$ 66 milhões, enquanto os serviços de streaming e DVD nos EUA foram responsáveis por lucro de US$ 151 milhões e US$ 190 milhões, respectivamente. A companhia fechou o trimestre com cash flow de US$ 13 milhões.

Conteúdo

Na carta a investidores, a Netflix compara seu investimento em conteúdo exclusivo ao feito pela concorrência – Hulu e Amazon Prime Instant Video – afirmando que são todos conteúdos de qualidade e que diferenciam os serviços. "Todos os três serviços estão se tornando mais distintos, como HBO, Showtime e Starz são distintos uns dos outros", comparando com os canais Premium de TV.

O Hulu promete variar o investimento em conteúdo original com shows de stand-up comedy e documentários e diz já ter contratado as segundas temporadas de suas produções originais.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.