Review: Galaxy S21 Ultra melhora em câmeras e avança na era do 5G

Carregador e fone de ouvido fora da caixa fazem falta. Mas será o início de um novo normal?

O novo Galaxy S21 Ultra é o smartphone mais sofisticado já lançado pela Samsung até hoje. O produto conta com conectividade 5G, câmeras melhores do que na geração passada e um novo padrão de design na parte traseira. O dispositivo se apresenta como a opção mais avançada de smartphone com sistema operacional Android da atualidade, o que o faz rivalizar com o iPhone 12. Confira o teste do produto a seguir.

Design

O visual das câmeras do S21 ultra mudou bastante em relação ao S20. As câmeras aparecem alinhadas verticalmente e alinhadas à esquerda, com uma linha mais marcante que divide o campo das câmeras do restante do revestimento do produto. A cor preta do modelo testado combina perfeitamente com o padrão de cor do módulo de câmeras, oferecendo unidade visual.

O aparelho segue com revestimento IP68 contra a entrada de água e poeira, mas ele não é totalmente à prova d’água. As proteções são robustas, mas indicadas apenas para uso emergencial.

Smartphone Android Samsung Galaxy S21 Ultra Review Teste Frente

 (Lucas Agrela/Exame)

Na caixa, o produto não vem mais com carregador nem com fones de ouvido. Por isso, a embalagem ficou mais fina e ainda traz o cabo para recarga da bateria ou conexão com um PC. Vale notar que o aparelho também não possui conector para fones de ouvido tradicionais (3,5mm).

Configuração

O S21 Ultra conta com processador Exynos 2100 e tem opções de armazenamento de 128, 256 ou 512 gigabytes (GB). A RAM pode ser de 12 ou 16 GB.

Nos testes de benchmarks, aplicativos que analisam o desempenho geral de smartphones, o S21 ultra apresentou melhora significativa em relação à versão passada. No PC Mark 7, ele marcou 14.017 pontos contra 9.507 do S20 Ultra. E no Geekbench 5, o S21 Ultra marcou 3.339 pontos (multi-core) ante 2.434 do antecessor.

Câmeras

O S21 Ultra tem muitas câmeras. A principal tem sensor de 108 megapixels e amplitude wide. A câmera de zoom, telefoto periscópica, tem sensor de 10 megapixels e permite zoom óptico de até 10x. Já a câmera de retrato conta, também, com sensor de 10 megapixels, enquanto a ultra-grande angular  tem 12 megapixels e permite uma amplitude de enquadramento de 120 graus. Já a câmera frontal tem 40 megapixels e pode filmar em resolução 4K (a 30 ou 60 quadros por segundo, assim como as demais câmeras do aparelho).  

Uma das principais novidades do S21 Ultra é o modo do diretor, um formato de gravação de vídeos que utiliza, simultaneamente, as câmeras frontal e traseira. A proposta da função é poder capturar uma cena e a reação de quem a filma ao mesmo tempo, sem nenhuma necessidade de edição. Isso permite, também, a gravação de guias passo a passo, que podem ser úteis em tempos de home office permanente. O recurso já foi utilizado pela Sony no passado, uma empresa que não atua mais no ramo de celulares no Brasil. O recurso funcionou perfeitamente nos nossos testes.

O recurso Single Take foi aprimorado e, além de capturar fotos e vídeos automaticamente por alguns segundos, ela pode capturar, por exemplo, o céu em movimento em uma cena.

A câmera wide melhorou em relação à geração passada. Ela não tem mais a demora do antecessor para fotos em objetos próximos, o que é um avanço significativo, uma vez que corrige um problema reportado por usuários. Para usar o zoom de 100x do aparelho para, por exemplo, fotografar a Lua, é necessário utilizar um tripé para melhorar a estabilização. No zoom até 30x, a estabilização do próprio celular é o suficiente para tirar fotos de qualidade, sem problemas de estabilidade.

Veja fotos tiradas com o Galaxy S21 Ultra.

Bateria

A bateria do S21 Ultra durou 12 horas na estimativa obtida a partir do teste padrão da EXAME, com reprodução de vídeos via internet, com brilho de tela no máximo, Wi-Fi e Bluetooth ativos. A duração de bateria chega a ser mais do que a do Galaxy Note 20 Ultra, no teste feito com o benchmark PCMark 7.

Considerações finais

O Galaxy S21 é o smartphone Android mais avançado da atualidade. O aparelho resolve problemas do passado e é uma clara evolução na linha Galaxy. O produto pode rivalizar em pé de igualdade com o iPhone 12 Pro Max e é uma opção atrativa de celular para todos que gostam do sistema operacional Android. Faltam o carregador e o fone de ouvido na caixa, mas esse pode ser apenas o início de uma tendência que irá se normalizar no curto prazo.

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.