Prazo para Google fazer proposta para UE está acabando

Buscador foi avisado que tem pouco tempo para melhorar sua oferta para encerrar uma investigação sobre comportamentos anti-competitivos

Bruxelas - O Google foi avisado que tem pouco tempo para melhorar sua oferta para encerrar uma investigação da União Europeia sobre comportamentos anti-competitivos ou enfrentará acusações formais que podem gerar uma multa.

O presidente do órgão antitruste da União Europeia Joaquin Almunia rejeitou as últimas concessões feitas pela gigante de buscas de internet na sexta-feira e avisou que a empresa tem pouco tempo para fazer uma oferta satisfatória.

O Google foi investigado pelo regulador antitruste da Comissão Europeia durante três anos sobre reclamações de que bloqueava concorrentes em resultados de busca.

A proposta original feita pela empresa em abril para encerrar o assunto foi rejeitada pelos concorrentes, incluindo Microsoft e o site britânico de comparação de preços Foundem, que disse que as mudanças apenas reforçariam a dominância do Google.

O Google propôs novas concessões numa tentativa de evitar uma possível multa de até 5 bilhões de dólares, e a Comissão pediu para 125 rivais do Google e terceiros darem sua opinião em outubro.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.