A página inicial está de cara nova Experimentar close button

País tem 273,6 mi de linhas de telefonia móvel, diz Anatel

No mês, houve um aumento de 15,49 mil linhas de telefone móvel e a teledensidade chegou a 135,21 acessos por 100 habitantes

Brasília - O Brasil fechou o mês de abril com 273,6 milhões de linhas ativas na telefonia móvel, segundo dados divulgados nesta terça-feira, 20, pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

No mês, houve um aumento de 15,49 mil linhas de telefone móvel e a teledensidade chegou a 135,21 acessos por 100 habitantes.

Os números da Anatel mostram que, em abril, os acessos pré-pagos totalizavam 211,63 milhões, ou seja, 77,35% do total das linhas móveis do país.

Já os pós-pagos atingiram 61,97 milhões, 22,65% do total. A banda larga móvel totalizou 118,41 milhões de acessos, dos quais 2,49 milhões eram terminais 4G.

Com relação à participação das operadoras no mercado, a Vivo continua liderando, com 78,550 milhões de linhas ativas na telefonia móvel em abril (28,71%).

Em seguida, vem a TIM, com 73,871 milhões (27%); a Claro, com 68,490 milhões (25,03%), e a Oi, com 50,671 milhões de linhas ativas (18,52%).

O Distrito Federal é a unidade da federação com maior teledensidade.

Em abril, o número de acessos por 100 habitantes no Distrito Federal chegou a 217,97. Em seguida, vem São Paulo (150,06) e o Rio de Janeiro (147,05).

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também