Oi conclui venda de sua divisão de data center por mais de R$ 300 milhões

UPI Data Center da Oi foi vendida para a Titan Venture Capital e Investimentos em dezembro do ano passado, mas negócio só foi concluído agora
Oi: operadora está se desfazendo de unidades de seu negócio (Agência Reuters/Reuters)
Oi: operadora está se desfazendo de unidades de seu negócio (Agência Reuters/Reuters)
R
Rodrigo LoureiroPublicado em 15/03/2021 às 12:38.

A Oi concluiu nesta segunda-feira (15) a venda da UPI Data Center para a Titan Venture Capital e Investimentos. A operadora de telefonia vai receber 250 milhões de reais à vista pelo negócio e outros 75 milhões de reais que serão pagos em parcelas. O negócio já havia sido fechado em dezembro do ano passado, mas só foi finalizado agora.

A conclusão do negócio represente a implementação de mais uma etapa do plano de recuperação judicial da operadora e que visa “assegurar à companhia maior flexibilidade e eficiências financeiras e sustentabilidade de longo prazo”, conforme informou a Oi em comunicado divulgado nesta segunda.

Em resumo a estratégia da Oi é enxugar os custos. Endividada, a empresa previa realizar a divisão de seu negócio em quatro Unidades Produtivas Isoladas, chamadas de UPIs. Cada uma delas reúne ativos específicos que, segundo a Oi, garantem a “maximização do seu valor e a geração dos recursos necessários para o pagamento de credores concursais e das obrigações das recuperandas”.

O plano apresentado pela Oi é vender pelo menos três dessas UPIs. As quatro unidades produtivas isoladas são: Ativos Móveis, Torres, Data Center e InfraCo. Somente a última não será comercializada.

A mais valiosa é a UPI Ativos Móveis, que reúne ativos e passivos dos negócios de comunicação móvel da operadora. O plano da Oi é negociar a divisão por algo em torno de 15 bilhões de reais. A compra poderá ser divida entre diferentes operadoras. A Claro, por exemplo, vai pagar 3,7 bilhões de reais por uma fatia desta UPI.

Já a UPI Torres, que está relacionada às torres de transmissão e radiofrequência, vale 1 bilhão de reais, enquanto a de Data Center foi negociada por 325 milhões de reais.