Tecnologia
Acompanhe:

O que há de novo no MacBook Pro de 2023? Confira os detalhes da versão mais recente do notebook

Com dois novos processadores, o M2 Pro e M2 Max, o computador da Apple chega com melhorias em RAM e GPU

MacBook de 14 e 16 polegadas: notebook usa os novos chips M1 Pro e M1 Max (Apple/Reprodução)

MacBook de 14 e 16 polegadas: notebook usa os novos chips M1 Pro e M1 Max (Apple/Reprodução)

A
André Lopes

18 de janeiro de 2023, 12h12

Há novidades da Apple para quem pensa em comprar um MacBook Pro neste ano. A empresa apresentou na terça-feira, 17, uma série de atualizações para a linha mais parruda dos notebooks da marca.

Aos olhos, o design dos modelos de 14 e 16 polegadas seguem muito similar ao do ano anterior. Contudo, sai de cena a complicada Touch Bar, e entram novos botões físicos com funções similares. Junto disso, o principal avanço são os chips atualizados M2 Pro e M2 Max, que prometem potência de sobra para atividades profissionais.

LEIA TAMBÉM: Com aparência repaginada, Netflix leva ao iOS um app mais polido e com novas animações na navegação

A garantia da Apple se dá pelo fato dos processadores terem mais núcleos de GPU do que o M1 Pro e o M1 Max — são até 12 núcleos de CPU e até 38 núcleos de GPU. Em termos de RAM, os chips chegam a 96 GB.

O M2 Pro tem versões com 10 e 12 cores de CPU, até 32 GB de RAM unificada e 19 cores de GPU. Com essa configuração, o chip garante um acréscimo de velocidade de 40% em relação à versão anterior do chip no programa da Adobe Photoshop.

Novo MacBook Pro: câmera de 1080p, melhor sistema de áudio e conectividade mais avançada que do modelo anterior (Apple/Reprodução)

Já o M2 Max tem 12 núcleos de CPU, até 96 GB de RAM com largura de banda de 400 GB/s e GPU de 38 núcleos.

A Apple promete um desempenho 20% melhor que o M1 Max. O novo chip é 30% mais rápido ao trabalhar com apps como o Cinema 4D e o DaVinci Resolve.

Conectividade se mantém

O modelo de 2023 não altera a disponibilidade de uma porta HDMI, apresentada a partir do modelo de 2021.

A novidade é que agora ela oferece suporte a telas 8K em 60 Hz e 4K em 240 Hz. O notebook também tem suporte ao Wi-Fi 6E, padrão que usa a faixa de 6 GHz para conexões mais rápidas.

Quanto custa o Macbook Pro de 2023?

No Brasil, os modelos com M2 Pro saem por R$ 23.999 (14 polegadas) e R$ 29.999 (16 polegadas), enquanto os notebooks com M2 Max custam R$ 36.999 (14 polegadas) e R$ 40.999 (16 polegadas).

Para o mercado norte-americano, o MacBook Pro de 14 polegadas com M2 Pro custa a partir de US$ 1.999, enquanto a versão de 16 polegadas sai por US$ 2.499.

Com chips M2 Max, o modelo de 14 polegadas sai por US$ 3.099, enquanto o de 16 custa US$ 3.499.

Por lá, as pré-vendas começaram na terça, 17, e os aparelhos começam a chegar nas lojas no dia 24.