Tecnologia

Número de apps infectados na loja da Apple passa dos 4 mil

Estudo mostra que existem aplicativos infectados na Appstore desde abril

iPhone 6 (Divulgação/Apple)

iPhone 6 (Divulgação/Apple)

DR

Da Redação

Publicado em 24 de setembro de 2015 às 14h02.

Um aviso publicado ontem (22) pela empresa de segurança FireEye mostra que existem mais de 4 mil aplicativos infectados pelo malware XcodeGhost na App Store, loja de aplicativos da Apple. O número é significativamente superior aos 350 que haviam sido reportados por meios de comunicação chineses.

Aplicativos com o malware existem na loja da Apple desde abril, mas seu número aumentou desde agosto. De acordo com outra empresa de segurança, a Appthority, o XcodeGhost funciona como um addware, permitindo que anúncios apareçam na tela de iPhones e iPads infectados ou que a App Store se abra aleatoriamente em outro App, além de coletar dados de uso, o que não inclui senhas ou arquivos.

Um ponto importante, segundo o FireEye é que os apps podem utilizar essa funcionalidade de abrir páginas web para esquemas de phishing, enganando alguns usuários e fazendo com que coloquem dados ou senhas em campos que enviem estes resultados para criminosos.

Não existe uma lista de Apps infectados, mas há a certeza de que o WeChat, assim como outros apps dedicados ao público chinês estão entre os milhares de aplicativos com o malware.

Acompanhe tudo sobre:AppleAppsEmpresasEmpresas americanasempresas-de-tecnologiaINFOiOSiPadiPhoneTabletsTecnologia da informação

Mais de Tecnologia

Apagão cibernético afetou 8,5 milhões de computadores da Microsoft

Uber apresenta instabilidade no app nesta sexta-feira

Zuckerberg diz que reação de Trump após ser baleado foi uma das cenas mais incríveis que já viu

Companhias aéreas retomam operações após apagão cibernético

Mais na Exame