Novo data center de R$ 3,3 bilhões do Itaú acelerará transações em 25 vezes

Centro faz parte de um pacote de 11,1 bilhões de investimento em tecnologia

O Itaú Unibanco inaugurou nesta sexta-feira um centro de dados que vai aumentar sua capacidade de processamento de transações em 25 vezes e ajudará a controlar custos da instituição, conforme o maior banco privado do país aposta em eficiência para proteger lucros.

O centro de processamento de dados, que custou cerca de 3,3 bilhões de reais ao Itaú, faz parte de um pacote de 11,1 bilhões para melhorar a eficiência operacional via investimentos em tecnologia.

O presidente-executivo, Roberto Setubal, está apostando em controles de custo estritos e na oferta de mais produtos e serviços para enfrentar a economia brasileira estagnada.

A instalação de 151 mil metros quadrados, equivalente a cerca de 14 campos de futebol, permitirá que o Itaú processe a demanda crescente de transações financeiras até 2050, disse Setubal a jornalistas. No ano passado, o Itaú processou 31 bilhões de transações e o novo centro permitirá que esse número chegue a 35 bilhões neste ano.

"Este é um passo na direção de nos preparar para o futuro", disse Setubal.

Os esforços de Setubal para focar em lucratividade e eficiência às custas de fatia de mercado têm permitido que o banco consiga um desempenho melhor que os rivais em todos os trimestres nos últimos dois anos.

O centro de processamento de dados é crucial para os esforços do banco em manter o crescimento das despesas com vendas e gerais e administrativas abaixo da inflação anual nos próximos anos, afirmaram Setubal e outros executivos do Itaú.

Segundo Márcio Schettini, diretor geral de tecnologia da instituição, a nova central de dados começará a afetar os resultados do banco apenas em meados do próximo ano, quando a instalação assumir todo o processamento de transações financeiras.

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.