Netflix tem queda brusca no número de novos assinantes no 3º tri

Empresa conseguiu menos assinantes novos no período, mas aumentou receita. Em resultado, diz que espera 200 milhões de assinantes pagos até o final do ano.

O ritmo de novos assinantes da Netflix parece ter diminuído. Em resultado trimestral divulgado nesta terça-feira, 20, a empresa afirmou que ganhou 2,2 milhões de novos assinantes, pouco abaixo dos 2,5 milhões que eram esperados para o período. O resultado ficou abaixo do mesmo trimestre do ano passado, quando a empresa trouxe para sua base 6,8 milhões de assinantes novos.

Apesar disso, o resultado agregado do ano é positivo para a empresa. Até o momento, a Netflix acumula 28,1 milhões de assinantes novos em 2020, pouco mais que no mesmo perído de 2019. A receita também veio acima do esperado: a Netflix faturou 6,4 bilhões de dólares no 3° trimestre, uma alta de 22,7% em relação aos mesmo três meses de 2019. A rede de streaming de conteúdo projeta um resultado com crescimento em linha para o resto de 2020, esperando faturamento de 6,5 bilhões no último trimestre.

O lucro operacional da empresa cresceu em linha com o faturamento total. A Netflix reportou 1,3 bilhão de dólares em lucro operacional no 3° trimestre, alta de 20,4% sobre 2019. O lucro no período foi de 790 milhões de dólares, acima dos 587 de milhões do ano passado.

A Netflix, bem como suas concorrentes e outras “empresas de ficar em casa”, se beneficiou em meio à pandemia do novo coronavírus. Com mais pessoas praticando o distanciamento social, o serviço viu suas assinaturas e sua receita engordarem: entre março e junho deste ano, principal período da pandemia e do isolamento social, a empresa trouxe 10 milhões de novos usuários para a plataforma. Mas sabia-se que o efeito não seria eterno.

Agora com 195 milhões de assinantes é a maior companhia do setor, na frente de outras gigantes, como o Amazon Prime Video (150 milhões) e do Disney+ (60,5 milhões), que foi lançado no ano passado e chegará ao Brasil em 17 de novembro. De acordo com resultado desta terça, a empresa espera terminar o ano com mais de 200 milhões de assinantes globais.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.