Na busca por recuperação, Uber apresenta resultados do 3º trimestre

Companhia deve apresentar novamente resultados negativos por conta do impacto da crise do novo coronavírus

A Uber apresenta nesta quinta-feira (5) seus resultados financeiros do terceiro trimestre de 2020. A companhia não vive o seu melhor ano em razão da pandemia do novo coronavírus, que afetou o serviço de transporte de passageiros da empresa. Por outro lado, a empresa vem de uma grande vitória após uma votação na Califórnia decidir que empresas de aplicativo não precisam tratar motoristas e entregadores como funcionários.

Na análise de especialistas de Wall Street, a Uber deve reportar queda de 15,9% na receita do trimestre em relação ao mesmo período do ano passado. Será a segunda queda seguida no faturamento. Isso resultaria em uma baixa de cerca de 570 milhões de dólares, fazendo com que a empresa apresente faturamento próximo de 3,2 bilhões de dólares.

A maior queda, é claro, deverá vir do segmento destinado ao transporte de passageiros. O mercado projeta que passageiros irão gastar 6,5 bilhões de dólares em corridas durante o trimestre ante 12,6 bilhões de dólares do mesmo trimestre do ano passado (é importante lembrar que a Uber fica apenas com uma fatia deste valor, já que o restante é destinado aos condutores). 

Por outro lado, há a expectativa de crescimento no setor de entrega de refeições capitaneado pelo aplicativo Uber Eats, que passou por mudanças recentes. O segmento deve movimentar 7,9 bilhões de dólares no trimestre, mais do que o dobro dos 3,7 bilhões de dólares registrados no terceiro trimestre de 2019. A projeção é da consultoria americana Visible Alpha.

 

Para os acionistas, a expectativa é de que a companhia apresenta novamente queda no valor do lucro por ação para 0,61 dólar por papel. No terceiro trimestre do ano passado, a companhia obteve lucro por ação de 0,68 dólar por papel. 

Avaliada em 71,8 bilhões de dólares, a Uber vivia um trimestre instável no mercado de capitais até esta quarta-feira, quando as ações disparam 14,5%, reflexo dos resultados da votação na Califórnia. Cada papel da empresa estava sendo negociado ontem por quase 41 dólares. Para efeito de comparação, as ações da Uber chegaram a valer 18,90 dólar por papel em março.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.