Microsoft abre centro para combater crimes cibernéticos

"Microsoft Cybercrime Center é onde nossos especialistas se reúnem para concentrarem-se para que as pessoas fiquem seguras on-line", afirmou David Finn

Estados Unidos - A Microsoft anunciou nesta quinta-feira que abriu um novo centro para lutar contra os crimes de informática, usando seus reecursos para combater o software malicioso, o roubo de propriedade intelectual, a exploração infantil e outros males do ciberespaço.

"O Microsoft Cybercrime Center é onde nossos especialistas se reúnem com clientes e sócios para concentrarem-se em uma só coisa: que as pessoas fiquem seguras on-line", afirmou David Finn, da Unidade de Delitos Digitais da Microsoft.

O centro, localizado no campus da Microsoft em Redmond, Washington (noroeste), utiliza tecnologia para visualizar e identificar as redes on-line de delinquência organizada, pornografia infantil, fraude eletrônica e outros delitos.

Também inclui um espaço para pessoas de fora da empresa, para "permitir que os especialistas no setor da segurança cibernética de todo o mundo trabalhem com especialistas da Microsoft por tempo indefinido".

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também