iPad mini Retina chega nesta sexta-feira junto com iPad Air

Confira os prováveis preços dos dois novos tablets da Apple – iPad Air e iPad mini Retina – que começam a ser vendidos no Brasil nesta sexta-feira

São Paulo -- Além do iPad Air, a Apple lança no Brasil, nesta sexta-feira, o iPad mini Retina, a versão mais recente de seu tablet de 7,9 polegadas. A informação foi confirmada no Twitter pela rede de lojas iPlace (veja uma tabela com os prováveis preços na segunda parte deste texto).

Até esta madrugada, ainda havia dúvida sobre a chegada do iPad mini Retina ao Brasil. Lojas como Ponto Frio, Saraiva e Extra já haviam confirmado o lançamento do iPad Air no país. Mas nenhuma delas mencionou o iPad mini Retina. Sabemos, agora, que só as revendas premium da Apple, como a iPlace, vão vender esse tablet

A provável razão para isso é a escassez do produto. Nos Estados Unidos, nos primeiros dez dias depois do lançamento, em novembro, o iPad mini era encontrado só na loja online da Apple. Rumores indicam que os fornecedores da Apple na Ásia tiveram dificuldade com a tela Retina do mini, o que limitou o volume de produção.

Esse tablet deve ser oferecido, também, na loja online da Apple e, futuramente, na loja física que a empresa está montando no Rio de Janeiro. Essa loja, no VillageMall, na Barra da Tijuca, será a primeira Apple Store no Brasil. A previsão é que seja inaugurada até março.

Além de ter tela Retina, de alta resolução, o iPad mini Retina se diferencia de seu antecessor por ter hardware muito mais potente. Ele emprega o processador A7, o mesmo do iPhone 5s e do iPad Air. O iPad mini original usa o A5, mesmo processador do iPad 2.


O iPad mini Retina também inclui o M7, o chip da Apple que processa informações de posição e movimento. Seu uso permite poupar o processador principal, o que reduz o consumo de energia, prolongando a vida da bateria. Segundo a empresa, ele trabalha até 10 horas navegando na web sem recarga.

Outra novidade é que, diferentemente da geração anterior, tanto o iPad mini Retina como o iPad Air têm opção de conexão 4G compatível com as redes celulares brasileiras. 

O site MacMagazine obteve uma tabela de preços não oficial, supostamente fornecida por alguma revenda. (Atualização: os preços na tabela estão corretos). Confira:

iPad mini Retina iPad Air
Wi-Fi apenas Wi-Fi + 4G Wi-Fi apenas Wi-Fi + 4G
1.499 1.799 1.749 2.049
1.749 2.049 1.999 2.299
1.999 2.299 2.249 2.499

Em comparação com os preços americanos, os valores no Brasil são entre 27% e 58% maiores. A diferença é maior nos modelos mais baratos. Mas esses preços, se confirmados, serão até razoáveis em comparação com os dos novos modelos do iPhone, chegam a custar até 90% mais no Brasil que nos Estados Unidos. 

As versões do iPad Air e do iPad mini com 128 GB de memória, à venda em outros países, não estão sendo lançadas no Brasil. Isso já havia acontecido antes com o iPad 4 com 128 GB, que também não chegou aqui.

Com o lançamento do iPad Air, o iPad 4 deve deixar de ser vendido. Já o iPad 2 e o iPad mini original vão continuar à venda como opções mais baratas.

(texto atualizado em 6/dez, 9h, com os preços oficiais da Apple)

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.