Integradora de tecnologia Digibee capta R$ 13,5 mi após forte crescimento

Em 12 meses, a empresa viu o número de clientes saltar 57%, enquanto o faturamento foi de 860 mil a 2 milhões de receita mensal recorrente

Na era da computação em nuvem e da cibercigurança, a integradora de tecnologia Digibee teve um forte crescimento com a aceleração da inovação no mercado brasileiro ocasionada pela pandemia. Agora, para continuar a avançar, a empresa anuncia a captação de 13,5 milhões de reais da Brasil Venture Debt.

O valor foi obtido pelo modelo chamado de venture debt, que é um produto de dívida com juros, prazos e garantias personalizados para cara negócio. A solução foi adotada pela Digibee a fim de evitar a diluição acionária da empresa. Antes disso, a Digibee já recebeu 40 milhões de reais em dois aportes. Entre seus investidores estão: a GAA Investimentos e os executivos Paulo Veras (fundador da 99Taxi) e Laércio Albuquerque.

“Esta operação de Venture Debt faz parte da nossa estratégia de funding para estarmos robustos na nossa trajetória de consolidação do mercado brasileiro e  de expansão global, além de nos posicionar muito bem para a próxima rodada de investimento nos EUA", afirma Rafael Nardelli, diretor financeiro da Digibee.

Rafael Nardelli, diretor financeiro da Digibee Rafael Nardelli: para diretor financeiro da Digibee, captação de R$ 13,5 mi é natural na fase da empresa

Rafael Nardelli: para diretor financeiro da Digibee, captação de R$ 13,5 mi é natural na fase da empresa (Digibee/Divulgação)

O período de junho de 2020 a junho deste foi de crescimento intenso para a Digibee. A empresa viu o número de clientes saltar 57%, enquanto o faturamento foi de 860 mil a 2 milhões de receita mensal recorrente, um salto de 246% no período.

Para dar conta da demanda, a companhia precisou contratar e seu quadro de funcionários aumentou 93%, indo de 57 para 110. Entre os atuais 170 clientes, a Digibee tem grandes nomes, como  Accenture, Bauducco, Carrefour, DASA, Porto Seguro, Cielo, Santander e B3.

No complexo mundo da tecnologia, a missão da Digibee é integrar sistemas diferentes de cada empresa, sejam eles em computação em nuvem ou on premise (quando a companhia tem servidores próprios dentro de sua estrutura física).

“Comprei o sonho da Digibee logo na partida, entendendo a revolução que proporciona aos clientes e o tamanho da ambição. A Digibee vai se transformar numa referência global, acelerando a transformação e competitividade de seus clientes enterprise neste cenário de disrupção que só vai se intensificar nos próximos anos”, diz Paulo Veras, cofundador e ex-presidente executivo da 99, um dos investidores da Digibee.

A scale-up foi fundada em 2017 pelos profissionais de tecnologia Rodrigo Bernardinelli (CEO), Vitor Sousa (CRO) e Peter Kreslins (CTO).

Ouça as notícias do dia no Exame Flash

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também