Instant Messenger da AOL se despede após 20 anos de serviço

A companhia explicou que os e-mails @aim.com vão continuar funcionando, apesar do fim do serviço de mensagens instantâneas

O Instant Messenger de AOL (AIM), o primeiro do tipo a ser lançado no mercado, em 1997, vai funcionar só até 15 de dezembro deste ano, anunciou a empresa nesta sexta-feira (6).

"Sabemos que ainda há muitos clientes fieis que têm usado o AIM há muito tempo e adoramos ter desenvolvido esse primeiro aplicativo", diz, no site da AOL, um comunicado da Oath, a unidade de internet da Verizon, empresa que adquiriu os ativos digitais da Yahoo em 2017.

"Agora, todos nós na AOL estamos felizes de continuar criando novos e emblemáticos produtos e experiências", continua a nota de uma das empresas pioneiras da internet.

A companhia explicou que os e-mails @aim.com vão continuar funcionando, apesar do fim do serviço de mensagens instantâneas.

As listas de contatos não vão poder ser guardadas e todos os dados dos usuários serão deletados. Os usuários do AIM vão poder, entretanto, guardar imagens manualmente, antes de 15 de dezembro.

Gif de despedida AOL Instant Messenger -

- (AOL/Divulgação)

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.