• AALR3 R$ 19,70 -0.25
  • AAPL34 R$ 73,76 0.27
  • ABCB4 R$ 17,02 3.28
  • ABEV3 R$ 14,74 0.34
  • AERI3 R$ 3,94 -10.05
  • AESB3 R$ 10,82 0.84
  • AGRO3 R$ 31,64 0.09
  • ALPA4 R$ 21,47 -1.01
  • ALSO3 R$ 20,22 1.76
  • ALUP11 R$ 26,38 0.73
  • AMAR3 R$ 2,48 4.20
  • AMBP3 R$ 30,37 2.50
  • AMER3 R$ 23,07 -2.49
  • AMZO34 R$ 72,52 1.38
  • ANIM3 R$ 5,71 2.88
  • ARZZ3 R$ 82,44 -0.40
  • ASAI3 R$ 15,89 3.38
  • AZUL4 R$ 22,11 4.00
  • B3SA3 R$ 11,92 2.32
  • BBAS3 R$ 36,41 2.80
  • AALR3 R$ 19,70 -0.25
  • AAPL34 R$ 73,76 0.27
  • ABCB4 R$ 17,02 3.28
  • ABEV3 R$ 14,74 0.34
  • AERI3 R$ 3,94 -10.05
  • AESB3 R$ 10,82 0.84
  • AGRO3 R$ 31,64 0.09
  • ALPA4 R$ 21,47 -1.01
  • ALSO3 R$ 20,22 1.76
  • ALUP11 R$ 26,38 0.73
  • AMAR3 R$ 2,48 4.20
  • AMBP3 R$ 30,37 2.50
  • AMER3 R$ 23,07 -2.49
  • AMZO34 R$ 72,52 1.38
  • ANIM3 R$ 5,71 2.88
  • ARZZ3 R$ 82,44 -0.40
  • ASAI3 R$ 15,89 3.38
  • AZUL4 R$ 22,11 4.00
  • B3SA3 R$ 11,92 2.32
  • BBAS3 R$ 36,41 2.80
Abra sua conta no BTG

Instagram testa ferramenta que sugere uma pausa do aplicativo

Chamado de Take a Break, o recurso ativa uma notificação que encoraja o usuário a ficar um tempo longe da plataforma; ferramenta ainda não chegou ao Brasil
A função que sugere pausas no Instagram ainda não tem previsão para ser lançada no Brasil (Reuters/Thomas White)
A função que sugere pausas no Instagram ainda não tem previsão para ser lançada no Brasil (Reuters/Thomas White)
Por André LopesPublicado em 07/12/2021 18:05 | Última atualização em 08/12/2021 10:59Tempo de Leitura: 2 min de leitura

A Meta, que controla o Facebook, Instagram e WhatsApp, já lida há um certo tempo com cobranças por respostas rápidas para os problemas que cria, principalmente, quando eles se tornam conhecidos publicamente.

No caso do Instagram, na mais recente, digamos assim, polêmica, a empresa foi acusada, com base em documentos vazados pela ex-funcionária Frances Haugen, de segmentar conteúdo usando artifícios psicológicos que podem ser prejudiciais para sua saúde mental de adolescentes  — sobretudo, de jovens mulheres.

O caso é visto com bastante preocupação por autoridades americanas, por isso, gerou na segunda-feira, 6, uma convocação do CEO Adam Mosseri a uma subcomissão do senado com a intenção de que explicasse como o algoritmo da rede social funciona. Nesta terça-feira, 7, como uma resposta a tudo isso, a empresa lançou a ferramenta 'Take a Break', que vai encorajar os usuários a ficar algum tempo longe da plataforma após um determinado período de uso.

O recurso, anunciado em setembro, chegará pela primeira vez a usuários nos Estados Unidos, Reino Unido, Canadá e Austrália, e a todos os usuários nos próximos meses.

Os usuários desses países podem ativar o recurso em "configurações” e selecionar se deseja ser alertado após usar a plataforma por 10, 20 ou 30 minutos. Eles então receberão um alerta de tela inteira dizendo-lhes para fechar o aplicativo, e iniciarem outra tarefa, e de preferência no mundo real.

O Instagram também informou que vai adotar uma “abordagem mais rígida” em relação ao conteúdo que recomenda aos adolescentes, controlando o feed caso o usuário se torne obcecado por algum tópico.

A empresa também está trabalhando em um hub educacional para os pais, com dicas de especialistas para ajudá-los a discutir o uso de mídia social com seus adolescentes, bem como a capacidade de eles verem quanto tempo seus filhos passam no Instagram e definir limites. Na quarta-feira, 8, o CEO Mosseri deve retornar ao Senado e é fato que ter esse pacote de atualizações que tornam mais difícil cair nas artimanhas do aplicativo é uma carta na manga e tanto.