Impacto da Uber no Brasil chega a R$ 36 bilhões em 2021

Valor é equivalente a 0,4% do PIB brasileiro
 (Bloomberg/Bloomberg)
(Bloomberg/Bloomberg)
A
André Lopes

Publicado em 27/10/2022 às 16:51.

Última atualização em 29/10/2022 às 11:13.

Nesta quinta-feira, 27, a Uber lançou o seu primeiro relatório de impacto econômico, desenvolvido em parceria com a Public First, consultoria internacional com sede no Reino Unido. Os dados dimensionam o papel do app na economia brasileira e mostram que a Uber gerou R$ 36 bilhões de valor para a economia do país.

O dado, que representa 0,4% do PIB brasileiro, leva em conta o valor repassado aos motoristas parceiros e seu impacto em cadeia para diversas outras atividades, como fabricação de automóveis, oficinas e seguradoras.

VEJA TAMBÉM:

Mirando em mobilidade sustentável, Uber leva carros elétricos a 22,5 milhões de usuários

A Uber também divulgou que o número de usuários ativos na plataforma passou de 30 milhões em 2022, a maior quantidade desde o início das operações no país, superando o que havia antes da pandemia.

O estudo aponta que a chegada da Uber criou um novo ecossistema econômico no Brasil. Segundo o relatório, de 2014 a 2021 foram repassados R$ 76 bilhões a motoristas e entregadores parceiros.

Outro impacto trazido pelo relatório indica que, ao tornar mais fácil e seguro viajar à noite e de madrugada, o aplicativo da Uber beneficia a economia da vida noturna, como em bares, restaurantes, cinemas e eventos, por exemplo.

"O relatório coloca em números o impacto que a Uber gera para o Brasil anualmente. Com menos de uma década no Brasil, é muito gratificante confirmar que a tecnologia da Uber vem fazendo uma contribuição tão relevante para os brasileiros e para a economia do país", afirma Silvia Penna, diretora-geral da Uber no Brasil.