Google quer criar seu próprio processador para smartphones e notebooks

A empresa começou a testar os primeiros modelos de um novo processador que poderá ser usado nos smarphones Pixel e nos Chromebooks

A investida do Google no mercado de produtos eletrônicos pode entrar em uma nova fase. A empresa está considerando usar microprocessadores projetados e desenvolvidos pela sua própria equipe de engenharia em futuros modelos do smartphone Pixel e dos notebooks Chromebooks.

Segundo o site de notícias americano Axios, o Google começou os testes com as primeiras versões do seu novo chip nas últimas semanas. A expectativa é que eles estejam prontos no ano que vem e poderiam ser usados em novos aparelhos da linha Pixel, que são os smartphones próprios do Google.

A expectativa é que, ao usar um processador projetado dentro de casa, o Google poderia ter uma capacidade maior de competir com a Apple. A fabricante americana utiliza seu próprio chip nos iPhones e, por isso, consegue ter mais controle sobre o desenvolvimento de novos recursos e ferramentas para os seus smartphones.

O novo processador do Google tem o codinome de Whitechapel e está sendo desenvolvido em conjunto com a Samsung, a mesma fabricante que fornece os microprocessadores do iPhone, da Apple.

Desde o lançamento dos primeiros modelos do Pixel, em 2016, o Google tem optado por utilizar um microprocessador projetado pela americana Qualcomm.

De acordo com o Axios, o novo chip será otimizado para rodar os sistemas de inteligência artificial do Google e também terá um processamento dedicado para o Google Assistant.

Se o projeto tiver sucesso, a expectativa é que o novo chip também seja usado nos Chromebooks, os notebooks produzidos pelo Google.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.