Tecnologia
Acompanhe:

Google leva à maior feira do varejo do mundo IAs para o e-commerce vender mais

Na NRF Retail’s Big Show 2023, a empresa do buscador propõe automatizar a revisão de estoques e personalizar a oferta de produtos nos sites de varejistas

Novas soluções do Google Cloud: varejo ainda mais automatizado (Adam Berry/Getty/Getty Images)

Novas soluções do Google Cloud: varejo ainda mais automatizado (Adam Berry/Getty/Getty Images)

A
André Lopes

13 de janeiro de 2023, 15h17

Entre os 15 e 17 de janeiro, Nova York recebe a NRF Retail’s Big Show 2023, considerado o maior evento de varejo do mundo. Executivos de diversas partes do globo vão se reunir para compreender as mudanças de hábito de consumo ocorridas nos últimos anos e definir as tendências que seguirão durante este ano.

Um dos novos caminhos para o setor será apresentado pelo Google Cloud, que antecipou à EXAME, três novas e atualizadas tecnologias de inteligência artificial (IA), que serão levadas à feira, e que passam a ajudar os varejistas a transformar seus processos de verificação de prateleiras nas lojas, além de aprimorar seus e-commerces com mais fluidez e experiências naturais de compras on-line para os clientes.

Abaixo você confere a 3 novas inteligências artificiais do Google Cloud:

A solução AI-Powered Shelf Checking foi criada com base em uma IA de visão computacional do Google, e oferece aos varejistas a capacidade de reconhecer bilhões de produtos para garantir que as prateleiras das lojas tenham o tamanho certo e estejam bem abastecidas.

O refinamento dessa parte dos galpões é crucial para acelerar a logística do preparo, coleta e envio de um produto. Outro benefício da solução AI-Powered Shelf Checking é ajudar a identificar produtos a partir de uma variedade de tipos de imagens tiradas em diferentes ângulos e pontos de vista, e por meio de diferentes câmeras, sejam elas as instaladas no alto das prateleiras ou nos smartphones dos funcionários.

Ainda no modo preview, a expectativa é que essa tecnologia esteja disponível para varejistas em todo o mundo nos próximos meses.

LEIA TAMBÉM: Os gamers terão cada vez menos barreiras para jogar, diz Adriano Galvão, da Microsoft

Já os novos recursos Personalization AI e AI-Powered Browse entram para ajudar os varejistas a atualizar suas vitrines digitais com experiências de compra personalizadas para cada cliente.

A ideia é selecionar a ordem ideal de produtos no e-commerce quando os consumidores escolhem uma categoria específica, como “jaquetas femininas” ou “utensílios de cozinha”.

Segundo o Google, sites de e-commerces classificavam os resultados dos produtos com base em listas ou regras dos mais vendidos da categoria, como ao determinar manualmente quais roupas destacar em cada estação com base na sazonalidade.

O AI-Powered Browse adota uma abordagem nova, com curadoria automática. O recurso otimiza como e quais produtos são exibidos para precisão, relevância e probabilidade de fazer uma venda, e pode ser usada em uma variedade de páginas de e-commerce, desde páginas de marcas até coleções. A função já está disponível globalmente para varejistas e com suporte em 72 idiomas, incluindo português.

E já há indicadores de que faz sentido investir em soluções para o varejo automatizadas. Uma pesquisa encomendada pelo Google Cloud descobriu que 75% dos consumidores preferem marcas que personalizem as interações que os impactam, e 86% desejam uma marca que entenda seus interesses e preferências.

“As reviravoltas nos últimos anos remodelaram o cenário do varejo e as ferramentas que os varejistas precisam para serem mais eficientes, mais atraentes para seus clientes e menos expostos a choques futuros”, disse via assessoria Carrie Tharp, vice-presidente de soluções de varejo e consumidor do Google Cloud.

LEIA TAMBÉM: Microsoft espera que ChatGPT torne o Bing mais inteligente