Galaxy S5 chega com novo design, tela de 5.1 polegadas e leitor biométrico

A Samsung finalmente revelou seu novo smartphone Galaxy S5, em uma festa com direito a orquestra sinfônica na abertura da apresentação.
 (Divulgação)
(Divulgação)
M
Monica CampiPublicado em 25/02/2014 às 09:33.

A Samsung finalmente revelou seu novo smartphone Galaxy S5, em uma festa com direito a orquestra sinfônica na abertura da apresentação durante a Mobile World Congress.

As diferenças entre o Galaxy S4 e o novo S5 são basicamente visuais: design mais retangular (com traseira de plástico e couro sintético com contorno em metal), tela de 5.1 polegadas Super AMOLED Full HD (1080p) e um novo botão home que traz um leitor biométrico para desbloqueio de tela e autenticação de compras online — seguindo um padrão lançado com o iPhone 5s. 

[Na mão: Samsung Galaxy S5]

O processador também está mais rápido com um chip Snapdragon 801 quad core de 2,5GHz, armazenamento interno de 16GB (expansível com cartão microSD), 2GB de RAM e bateria 20% mais eficiente que a do Galaxy S4, segundo a Samsung. O Galaxy S5 já virá com o sistema Android 4.4.2 KitKat e com a interface TouchWiz.  

Seguindo a tendência dos smartphones avançados, outra novidade no Galaxy S5 é a proteção IP67, trazendo resistência à água e à poeira — o aparelho pode resistir até 30 minutos dentro da água em uma profundidade de até 1 metro.

A câmera também recebeu melhorias e um upgrade para um sensor de 16 megapixels (e 2.1 megapixels na câmera frontal) com capacidade de gravar vídeos em 4K (Ultra HD) e suporte para HDR com processamento em tempo real para um melhor contraste das imagens. 

O lançamento do Galaxy S5 está programado mundialmente para 11 de abril em 150 países, no entanto a Samsung não revelou detalhes de preços para o smartphone.

Configurações - Seguindo a evolução introduzida pelo iPhone 5S (e pelo Motorola Atrix em primeira instância) o Samsung Galaxy S5 também inclui um sensor biométrico em seu botão principal.

A imagem biométrica fica criptografada no aparelho e não é compartilhada. Através do aplicativo Finger Scanner, você pode digitalizar a biometria dos dedos da mão, para usar como senha em aplicativos e operações do sistema. No caso das operações, existe um modo privado, onde conteúdo produzido fica protegido (somente acessível com a impressão biométrica).

Outra novidade é que se trata do primeiro smartphone com sensor de biometria na parte traseira, dedicado para medir os batimentos cardíacos.

Sobre a câmera de 16 megapixels, a Samsung introduziu o Auto Foco Híbrido que é capaz de focar em apenas 0,3 segundos — e com a função Foco Seletivo, que melhora o ambiente em volta do foco e desfoca o plano de fundo. Houve também a introdução do HDR automático que funciona para fotos e vídeos (isto é possível graças a um chipset dedicado ao processamento de imagens).

A função Ultra Power Saving Mode é um modo novo de controle do hardware que faz a bateria durar mais. Segundo a Samsung, o aparelho pode ficar 24 horas em stand by quando estiver com apenas 10% de bateria. 

Assim como no Galaxy Note 3, o novo smartphone adota o padrão microUSB 3.0, que na prática permite transmissão de dados em velocidade superior.

Interface - Como esperado a interface gráfica TouchWiz sofreu modificações com o objetivo de melhorar a usabilidade. No Galaxy S4 e no S3 ela foi um dos pontos mais criticados. São tantos recursos que o usuário comum se perde. De fato, mesmo com a melhoria boa parte dos usuários ainda deve ignorar os recursos mais avançados.

O TouchWiz mantém basicamente o mesmo visual das versões anteriores, mas há algumas diferenças. Um Swipe na lateral a partir da tela inicial abre o My Magazine que surgiu no Galaxy Note 3 (a função formata updates de várias fontes em um formato de revista). O menu de opções agora segue um esquema de ícones simples com cores primárias.

Interessante notar que o aparelho caminha para um uso racional de seus recursos. Um bom exemplo disto é a opção de configuração chamada Download Booster. Se ativada, faz com que o sistema baixe arquivos com mais de 30 megabytes simultaneamente pela rede Wi-Fi e LTE.

Há também um modo específico para crianças. O Kids Mode é responsável por simplificar e aplicar certo grau de controle parental para crianças. É uma forma de não deixar seu filho apagar um aplicativo ou informações sensíveis.  

Design Modern Glam Look - A parte traseira do smartphone ficou maior. Ela continua de plástico, mas ganhou um aspecto mais ergonômico. Há pequenos furos que supostamente funcionam para melhorar a “pegada”. Talvez esta seja a forma de melhorar o aspecto frágil e principalmente a reclamação a respeito das versões anteriores “escorregarem” na mão. Vale lembrar que o Galaxy Note 3 foi o primeiro a introduzir um acabamento que lembra couro.

Haverá quatro cores disponíveis: preto, dourado, branco e azul. Com customizações de designers como Moschino e Kirkwood.

A evolução da linha Samsung Galaxy S             Clique para abrir o link no navegador

*com a colaboração de Luiz Cruz e Leonardo Veras