‘Ex-hacker’ que desbloqueou o iPhone e Playstation 3 se torna estagiário de Elon Musk

George Hotz, conhecido na comunidade de jailbreak, usou o Twitter para fechar um acordo de trabalho na rede social
George Hotz: emprego novo no Twitter (Rosdiana Ciaravolo/Getty Images)
George Hotz: emprego novo no Twitter (Rosdiana Ciaravolo/Getty Images)
D
Da redação

Publicado em 24/11/2022 às 10:33.

Última atualização em 24/11/2022 às 12:27.

Arrumar um emprego pelo Twitter não é algo muito comum, mas George Hotz, o "GeoHot”, famoso por ser a primeira pessoa a hackear o iPhone em 2007, conseguiu um estágio de 12 semanas na rede social diretamente com Elon Musk depois de tuitar.

Assine a EXAME e fique por dentro das principais notícias que afetam o seu bolso. Tudo por menos de R$ 0,37/dia

E não foi difícil convencer o bilionário. O desenvolvedor ofereceu ajuda para aprimorar o recurso de busca da rede social e também remover a tela de login que surge quando alguém tenta navegar no site sem estar logado.

O acordo financeiro, pelo que foi acertado publicamente na rede social, envolve apenas o custo de vida do Hotz durante as semanas que estiver em São Francisco, nos EUA.

Com as baixas exigências, e a necessidade de profissionais que ajudem Musk nas mudanças que pretende no Twitter, o CEO respondeu de forma curta e objetiva: “Claro, vamos conversar”.

No currículo do “estagiário”

Em 2007, o jovem hacker conseguiu ser a primeira pessoa do mundo a desbloquear um iPhone. Ganhando destaque na comunidade de jailbreak. Em 2010, ele voltou aos holofotes por desbloquear o engenhoso Playstation 3, da Sony.

Como consequência, Hotz enfrentou um duro processo contra a fabricante japonesa, que foi encerrado anos mais tarde por meio de um acordo.

Desde então, aposentado da vida de hacker, Hotz teve passagens pelo Facebook, Google e, mais recentemente, criou uma startup de software que transformava carros normais em autônomos usando um smartphone.