Tecnologia
Acompanhe:

Epic Games pagará US$ 520 milhões por acusação de não proteger menores no Fortnite

US$ 275 milhões do total correspondem aos danos por coleta de dados de jogadores menores e por sua exposição a adultos

 (Bloomberg/Getty Images)

(Bloomberg/Getty Images)

A
AFP

19 de dezembro de 2022, 14h59

A produtora de jogos Epic Games pagará US$ 520 milhões, após um acordo com a Comissão Federal de Comércio (FTC, na sigla em inglês) dos Estados Unidos, acusada de não proteger o suficiente os menores de idade consumidores de seu principal jogo, o Fortnite.

Conforme um comunicado publicado nesta segunda-feira, 19, US$ 275 milhões do total correspondem aos danos por coleta de dados de jogadores menores e por sua exposição a adultos.

Os US$ 245 milhões restantes são referentes às compras feitas por menores de idade que não sabiam estar realizando um pagamento.

LEIA TAMBÉM:

Criadora do Fortnite, Epic Games disponibiliza jogo com NFTs em sua plataforma online

A nova chance da Blizzard: com Overwatch 2, a desenvolvedora tenta se reaproximar do público gamer