Tecnologia

Eike Batista e Oskar Metsavaht estão entre os 100 mais inovadores nos negócios

Cidadania, sustentabilidade e design renderam aos empresários um lugar no ranking anual da revista americana Fast Company

Eike Batista, oitavo homem mais rico do mundo, ficou na 58ª posição no ranking dos mais inovadores nos negócios (Fernando Cavalcanti/EXAME)

Eike Batista, oitavo homem mais rico do mundo, ficou na 58ª posição no ranking dos mais inovadores nos negócios (Fernando Cavalcanti/EXAME)

DR

Da Redação

Publicado em 1 de novembro de 2011 às 12h50.

São Paulo – Os empresários Eike Batista, dono do grupo EBX, Nizan Guanaes, chairman do Grupo ABC, o indígena Almir Suruí e o dono da grife Osklen, Oskar Metsavaht, estão entre as 100 personalidades mais inovadoras nos negócios, de acordo com a revista americana FastCompany. Eike está na 58ª posição, Guanaes está na 50ª, Almir é o 53º e Metsavaht, está no 73º lugar. O ranking é liderado pelo diretor geral da rede de TV Al Jazeera, Wadah Khanfar, pelo vice-presidente sênior da Apple, Scott Forstall, e o fundador da firma de investimentos Digital Sky Technologies, Yuri Milner.

A ambição de transformar o Rio de Janeiro em uma das cidades mais dinâmicas do mundo (lado a lado com o objetivo de também ser o homem mais rico) levou o empresário Eike Batista ao ranking. Os investimentos do grupo EBX no estado do Rio chegam a 37 bilhões de reais e entre os projetos mais importantes estão a limpeza da lagoa Rodrigo de Freitas, a revitalização da Marina da Glória e a construção de um hospital de ponta inspirado no Albert Einstein, de São Paulo. Tudo isso para que o Rio esteja pronto para receber a Copa de 2014 e as Olimpíadas de 2016.

Nizan Guanaes está na lista por sua ambição de fazer com que o Grupo ABC passe do 20º lugar na lista das maiores empresas de publicidade do mundo para a nona posição antes da realização das Olimpíadas de 2016. E seu plano já está em andamento. O escritório da agência África, pertencente ao grupo, em Nova York já conseguiu clientes importantes nos 10 primeiros meses de vida na cidade, como Mitsubishi, Procter & Gamble e Walmart.

Mesmo sem estar no foco do noticiário dos negócios, o cacique da tribo Suruí, da Amazônia, apareceu no 53º lugar da lista por tentar conservar as tradições de seu povo com a ajuda da tecnologia e, ao mesmo tempo, melhorar as condições de vida da tribo. Em 2007, o chefe fez uma parceria com o Google para mapear seu grupo no Google Earth. Hoje, armado de um celular, Almir usa a tecnologia para denunciar desmatamentos ilegais na região onde vive.

Mais atrás na lista da FastCompany está Oskar Metsavaht, dono da Osklen. Sua presença entre os Top100 não foi exatamente uma surpresa, já que a grife fundada em 1989 apareceu no quarto lugar do ranking das 10 empresas mais inovadoras do Brasil em 2011, também elaborado pela revista. O mérito de Metsavaht se deve basicamente à sua mente aberta em relação à arte, design e sustentabilidade. Foi esse pensamento mais livre que o levou a fundar uma loja de roupas esportivas para frio extremo em plena cidade de Búzios, no Rio de Janeiro. Investindo na elegância e na sustentabilidade, levou a marca a mais de 10 países.

* Atualizada em 08/06/11

Acompanhe tudo sobre:Eike BatistaEmpresáriosInovaçãoMMXOskar MetsavahtOsklenOSXPersonalidades

Mais de Tecnologia

Motorola Moto G24 vale a pena? Veja preço, detalhes e ficha técnica

Samsung Galaxy A54 é bom? Veja preço, detalhes e ficha técnica

Samsung Galaxy M35 vale a pena? Veja preço, detalhes e ficha técnica

Samsung Galaxy S23 FE vale a pena? Veja preço, detalhes e ficha técnica

Mais na Exame