Dogecoin supera Bitcoin e é moeda virtual mais trocada

No dia 20 de dezembro, o total de transações envolvendo Dogecoins chegou a mais de 199 mil, enquanto as de Bitcoin ficaram na casa dos 64 mil

São Paulo - Lançada como uma espécie de brincadeira com um meme, a moeda virtual Dogecoin superou, nas últimas semanas, o Bitcoin em termos de transações realizadas. A mudança foi notada por usuários do fórum HackerNews, que a observaram nas tabelas do BitInfoCharts, site que monitora o mercado de dinheiro alternativo.

Pelos dados da página, vê-se que o fenômeno teve início no dia 14 de dezembro, tendo ápice no dia 20 do mesmo mês. Nele, o total de transações envolvendo Dogecoins chegou a mais de 199 mil, enquanto as de Bitcoin ficaram na casa dos 64 mil. A taxa relativa à moeda baseada no viral do cachorro Doge caiu com o passar dos dias, mas até esta quarta-feira, seguia com uma média de mais de 90 mil transferências diárias.

Só que, apesar de surpreendente, a notícia não indica que o valor desse dinheiro alternativo esteja crescendo, como bem nota o TheNextWeb. Mesmo com uma taxa altíssima de transações, uma Dogecoin (1 DOGE) segue valendo o mesmo que 0,00039527 dólar, nas cotações desta quarta-feira.

Assim sendo, as mais de 28 bilhões de unidades mineradas da moeda equivaleram a pouco mais de 11 milhões de dólares. Apenas para efeito de comparação, 1 BTC equivale a 938 dólares, de acordo com a “bolsa” Mtgox.com – ou seja, as 12,2 mi de Bitcoins extraídas chegam a 10,3 bi de dólares.

No entanto, esse baixo valor, pouco variável, de certa forma se encaixa na filosofia “propagada” pelos próprios criadores do dinheiro baseado em Doge. Como ressalta o blog MarketWatch, a DOGE foi coloca em circulação com o intuito de ser usada em transações virtuais, e não guardada como investimento. O alto número de moedas disponíveis para minerar ainda reforça esse ponto – ainda há mais de 71 trilhões de Dogecoins esperando por um dono, e a dificuldade segue baixa.

A ideia é até que ela se torne uma espécie de “principal dinheiro da internet”, algo que ainda está muito longe de acontecer, mas começa a dar seus primeiros passos. Portanto, talvez seja interessante começar a adotar alguns cachorros virtuais.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também