• BVSP 105.069,69 pts +0,6%
  • USD R$ 5,6537 +0,0023
  • EUR R$ 6,3972 +0,0000
  • ABEV3 R$ 16 -0,06%
  • BBAS3 R$ 32,2 +0,12%
  • BBDC4 R$ 20,76 -0,29%
  • BRFS3 R$ 19,62 -0,76%
  • BRKM3 R$ 60,5 +4,67%
  • BRML3 R$ 7,94 +1,15%
  • CSAN3 R$ 22,37 +1,96%
  • ELET3 R$ 35,39 +2,58%
  • EMBR3 R$ 19,15 -1,08%
  • Petróleo US$ 69,51 +0,00%
  • Ouro US$ 1.801,40 +0,00%
  • Prata US$ 22,80 +0,00%
  • Platina US$ 926,20 +0,00%

Didi é retirada de app stores na China 4 dias após mega IPO

O bloqueio acontece alguns dias após a empresa ter feito o maior IPO da última década nos Estados Unidos

A empresa chinesa de aplicativos de transporte DiDi, que controla a 99 desde 2017, foi bloqueada das app stores na China neste domingo, 04. A retirada acontece alguns dias após a empresa ter feito o maior IPO da última década nos Estados Unidos.

O órgão de administração do ciberespaço da China (CAC, na sigla em inglês) afirmou em nota que o aplicativo violou a lei de cibersegurança do país por coletar e utilizar impropriamente dados de usuários.

Embora a empresa tenha sido punida com o bloqueio por tempo indefinido, o órgão também pediu por medidas corretivas para se adequar ao regulamento.

Segundo o jornal Sunday China Morning Post, é a primeira mês que a China cita a segurança nacional em uma investigação de suas empresas de tecnologia. O CAC não citou quais cláusulas das leis de segurança nacional e de cibersegurança a DiDi teria infringido.

Na quarta-feira, a DiDi fez sua estreia na bolsa de Nova York com uma oferta inicial de ações que levantou 4,4 milhões de dólares. E o valor da companhia atingiu o valor de cerca de 70 bilhões de dólares.

Este era o IPO mais aguardado da China desde que o grupo Alibaba abriu o capital em 2014. Segundo informações do WSJ, a DiDi realizou uma estratégia impecável para a abertura de capital, precificando as ações abaixo das expectativas de mercado, que giravam em torno de a empresa poder captar algo entre 5 bilhões e 10 bilhões de dólares com o IPO.

Entre os investidores da DiDi estão as holdings Tencent e SoftBank. 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.