Conheça o novo sistema interceptador de mísseis hipersônicos dos EUA

O novo aparato entra no arsenal dos americanos em até quatros anos
 (Darpa/Reprodução)
(Darpa/Reprodução)
Por André LopesPublicado em 15/05/2022 15:32 | Última atualização em 15/05/2022 15:59Tempo de Leitura: 2 min de leitura

O novo aparato de interceptação hipersônica de defesa área dos Estados Unidos está prestes a entrar definitivamente para o arsenal do país. Chamados de “Glide Breaker”, o equipamento serve para alcançar e neutralizar outros mísseis e bombas hipersônicas.

Desenvolvido pela Agência de Projetos de Pesquisa Avançada de Defesa dos EUA (DARPA, na sigla em inglês), o sistema está em fase dois de testes, onde passa por experimentos em túneis de vento, bem como testes de voo e de controle.

Eis uma explicação de como o equipamento funciona: formado por vários estágios, da mesma forma que os foguetes espaciais, o projétil, na maioria das vezes lançado em grupos acima de três mísseis, é impulsionados por motor DACS, um sistema de propulsão que pode ser utilizado não apenas em armas militares, mas também em satélites e espaçonaves. Para realizar a defesa, o equipamento se vale de um sistema de rastreamento de mísseis e jatos para realizar manobras em voo na atmosfera superior até chegar no alvo.

Segundo o site Space, pelo menos na primeira fase, o projeto teve a participação das empresas Aerojet Rocketdyne e Northrop Grumman, após fecharem contratos com a DARPA de US$ 12 milhões e US$ 13 milhões, respectivamente. Inclusive, a própria Northrop Grumman vem desenvolvendo armas e aviões hipersônicos.

Segundo a DARPA, os testes de voo do sistema devem ser concluídos em até quatro anos.