Tecnologia
Acompanhe:

Com um novo Walkman retrofuturista, a Sony seduz audiófilos pela nostalgia

O aparelho com tela de 3,6 polegadas promete até 36 horas de música em alta qualidade e interface Android 12

NW-A306, da Sony: equipado com o mecanismo DSEE (Digital Sound Enhancement Engine) (Sony/Reprodução)

NW-A306, da Sony: equipado com o mecanismo DSEE (Digital Sound Enhancement Engine) (Sony/Reprodução)

D
Da redação

16 de janeiro de 2023, 15h50

A japonesa Sony anunciou na semana passada um novo modelo do tradicional Walkman, um dos mais populares tocadores de fitas K7 dos anos de 1980 e 1990. Chamado de NW-A306, o novo dispositivo com cara smartphone e visual retrô, promete qualidade de áudio superior a um preço acessível, se comparado a outros escutadores do tipo.

LEIA TAMBÉM: Sexo virtual seguro: empresa francesa lança app com criptografia dedicado ao sexting

Lançado para os consumidores do europeus, o novos aparelho é vendidos a 350 libras no Reino Unido ou 400 euros na Europa, e chega com forte apelo com os audiófilos, que até então só encontravam opções mais caras da marca

Junto disso, ao custo de quase R$ 2,2 mil, além de compatível com a maioria dos fones de ouvido, o produto roda Android 12 e vem equipado com o mecanismo DSEE (Digital Sound Enhancement Engine).

A tecnologia DSEE é alimentada por inteligência artificial e realiza um upscaling dos arquivos de música digital compactados, cujo resultado é uma experiência de audição premium. Esse algoritmo, no qual a Sony vem trabalhando ao longo do tempo, visa um som limpo, de alta qualidade, que é o mesmo presente nos melhores fones de ouvido sem fio do mercado.

Parecido com um smartphone comum, o NW-A306 tem tela sensível ao toque de 3,6 polegadas, botões físicos e pesa apenas 113 gramas. O dispositivo pode ser facilmente levado no bolso. Ele tem uma estrutura de alumínio fresado para minimizar a impedância e produzir “som estável e graves sólidos”, segundo a fabricante.

O dispositivo permite a instalação dos melhores aplicativos de streaming de música, como o Spotify, e promete a reprodução contínua de 26 horas de reprodução contínua com uma única carga — ou 36 horas com arquivos no formato FLAC de 44,1 KHz.