Cientistas criaram molécula capaz de armazenar energia solar por 18 anos

Tecnologia usa carbono, hidrogênio e nitrogênio e pode ser comercializada na próxima década

São Paulo - Cientistas da Universidade de Tecnologia de Chalmers, na Suécia, criaram uma molécula capaz de armazenar energia solar por até 18 anos. O processo envolve captação da luz solar pelo teto de casas e prédios, e a energia gerada é mantida em estado liquido.

No estudo, os pesquisadores descrevem o sistema, chamado Armazenamento de Energia Térmica Molecular (MOST, na sigla em inglês). Para criar a molécula, a luz solar é captada por um coletor solar térmico localizado no teto de construções, capaz de rastrear o caminho do sol como uma antena parabólica.

Com a energia do sol, o sistema gera a molécula, que é feita de carbono, hidrogênio e nitrogênio e posteriormente transformada em um "isômero rico em energia", capaz de ser armazenado em forma líquida e à temperatura ambiente por até 18 anos. Quando é necessário utilizar a energia, um catalisador é usado para liberar uma grande quantidade de calor.

Segundo os pesquisadores, o processo inteiro é livre de emissões de gases poluentes. Embora tenha comprovado que o sistema é viável, a equipe agora deseja que tudo funcione perfeitamente. Eles querem aumentar capacidade de liberação da temperatura para pelo menos 110 °C (atualmente, a molécula é capaz de liberar energia a 64 ºC), com o objetivo de tornar a tecnologia comercial em 10 anos.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também