Chicago Tribune troca jornalistas por fazenda de conteúdo

O jornal Chicago Tribune está transferindo a produção de seus noticiários de bairros à Journatic, empresa que opera como uma fazenda de conteúdo

São Paulo — O centenário jornal americano Chicago Tribune parece ter decidido que não precisa mais de jornalistas para noticiar o que acontece nos bairros da cidade. Há pouco mais de um mês, a empresa anunciou que terceirizaria a produção do conteúdo do TribLocal, uma rede de 90 sites e 22 jornais impressos semanais que divulgam notícias de bairros de Chicago e cidades próximas.

A escolhida para fornecer o conteúdo é a Journatic, empresa de Chicago que adota o esquema de produção das fazendas de conteúdo da internet. O Chicago Tribune fez um investimento nela, tornando-se sócio da empresa. A Journatic tem 40 funcionários e centenas de colaboradores externos que recebem alguns poucos dólares por página de texto produzida. Uma parte desses colaboradores vive nas Filipinas.

A empresa produz, por exemplo, toda a seção de imóveis do diário San Francisco Chronicle. Em Chicago, ela já é responsável pelos sites TribLocal dedicados aos subúrbios de Homewood/Flossmoor e Oak Lawn. Ao longo das próximas semanas, deve assumir as demais publicações hiperlocais do Chicago Tribune. 

O TribLocal foi criado há cinco anos. Segundo a própria empresa, seus 22 jornais impressos têm, somados, tiragem semanal de 1,1 milhão de exemplares. Já os 90 sites somam entre 350 mil e 500 mil visitantes únicos por mês. Eles publicam notícias de igrejas, clubes, empresas e instituições de ensino dos respectivos bairros. Há informações sobre campeonatos esportivos, festas, ações policiais e outros eventos locais.

Com a terceirização, o Chicago Tribune demitiu 40 pessoas, entre editores, repórteres designers e criadores de sites. Outros 11 repórteres estão sendo deslocados para a edição principal. O jornal de Chicago, fundado em 1847, vem enfrentando dificuldades financeiras há anos. Ele já trocou de dono várias vezes e, em 2008, entrou em concordata e teve de vender parte do seu pratrimônio para saldar dívidas.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.