Califórnia abre processo contra Amazon por impedir ofertas mais baixas em outros portais

O processo argumenta que a Amazon é um site de comércio eletrônico tão dominante que os comerciantes sentem que têm pouca escolha quando se trata de concordar com os termos de venda
Califórnia abre processo contra Amazon por impedir ofertas mais baixas em outros portais (AFP/Reprodução)
Califórnia abre processo contra Amazon por impedir ofertas mais baixas em outros portais (AFP/Reprodução)
A
AFP

Publicado em 15/09/2022 às 07:23.

Última atualização em 15/09/2022 às 07:24.

O estado da Califórnia apresentou, nesta quarta-feira, 14, uma ação contra a Amazon por usar sua influência no mercado para impedir que os comerciantes ofereçam aos compradores melhores ofertas em outros sites, uma violação da lei anti-monopólio do estado americano.

A Amazon pede que os comerciantes não ofereçam seus produtos a preços mais baixos em outros portais, o que afeta vendedores e consumidores, disse o procurador-geral da Califórnia, Rob Bonta, no processo.

"A Amazon coage os comerciantes a acordos que mantêm os preços artificialmente altos, sabendo muito bem que não podem dizer que não", apontou Bonta em um comunicado.

"Muitos produtos que compramos online seriam mais baratos se as forças do mercado fossem livres".

O processo argumenta que a Amazon é um site de comércio eletrônico tão dominante que os comerciantes sentem que têm pouca escolha quando se trata de concordar com os termos de venda.

Os vendedores que não cumprirem esses requisitos podem ver suas listagens com menos destaque ou até mesmo ter suspensa sua capacidade de vender itens na Amazon, de acordo com o processo.

Os comerciantes informaram que podem oferecer itens a preços mais baixos em seus próprios sites e em alguns outros portais de comércio online porque economizam nas taxas que a Amazon cobra, argumentaram os advogados do estado.

Bonta pede um tribunal estadual em São Francisco que ordene que a Amazon encerre sua prática de preço mínimo e pague uma indenização cujo valor não foi especificado.

Receba as notícias mais relevantes do Brasil e do mundo toda manhã no seu e-mail. Cadastre-se na newsletter gratuita EXAME Desperta.