ByteDance procura alternativas à venda da operação americana do TikTok

Empresa tenta atender demanda dos EUA, que determinaram a venda das operações locais, e da China, que traçou regras mais estritas para venda de tecnologia

A startup chinesa ByteDance, dona do popular aplicativo de vídeos curtos TikTok, estaria discutindo com o governo dos Estados Unidos um possível arranjo para que a empresa possa evitar a venda total das operações no país. A informação é do jornal Wall Street Journal.

A negociação em torno dessa possível opção surgiu depois que novos novos regulamentos do governo chinês complicaram as negociações com potenciais compradores, como Microsoft e Oracle, segundo pessoas a par do assunto. No final de agosto, o governo da China anunciou regras mais estritas para exportação de tecnologia feita no país, especialmente de inteligência artificial, a base do algoritmo do TikTok. As empresas apresentaram uma proposta ao aplicativo antes da entrada em vigor das exigências chinesas.

A disputa política em torno do aplicativo gerou uma discórdia que pode, em última análise, ameaçar as operações do TikTok nos EUA. Até o momento, a venda dos operações incluiria ainda outros países, como Nova Zelândia, Austrália e Canadá.

De acordo com o jornal, mesmo que não haja uma venda parcial das operações é bastante provável que o resultado envolva algum tipo de reestruturação do TikTok, com a empresa tendo que fechar parceria com uma empresa americana, que ficaria responsável pelo manejo dos dados na região e teria uma ação minoritária na empresa.

Segundo a Bloomberg, as autoridades chinesas disseram à ByteDance que qualquer proposta de venda do aplicativo deve ser submetida para aprovação, informando questões técnicas e financeiras. Do lado dos Estados Unidos, a preocupação principal é o armazenamento dos dados, para que o tráfego de informações fique distante do governo chinês. O presidente americano Donald Trump, que assinou uma ordem executiva exigindo a venda do app, já afirmou reiteradas vezes que quer que uma empresa do país compre as operações do TikTok nos EUA.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 1,90

Nos três primeiros meses,
após este período: R$ 15,90

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.
Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.