Banco Mundial destina mais US$ 170 milhões a combate ao Ebola

O Banco Mundial (BM) já havia mobilizado 230 milhões de dólares, aos quais agora se somam 170 milhões para ajudar a combater a febre hemorrágica

O Banco Mundial deu um novo impulso nesta quinta-feira à luta contra o Ebola, ao aumentar de 230 milhões para 400 milhões de dólares sua ajuda à campanha contra o vírus, que deixou quase 3.000 mortos no Oeste da África.

O Banco Mundial (BM) já havia mobilizado 230 milhões de dólares, aos quais agora se somam 170 milhões para ajudar a combater a febre hemorrágica que se propagou rapidamente na Libéria, Guiné e Serra Leoa.

A instituição disse que o aporte será dirigido ao incremento do número de trabalhadores de saúde no local e para o material necessário ao tratamento dos pacientes nos países mais atingidos.

O anúncio aconteceu enquanto o presidente do BM, Jim Yong Kim, participa de uma sessão especial sobre a crise do Ebola na sede da ONU em Nova York.

"A comunidade mundial está respondendo com urgência e com a escala necessária para reverter essa inédita crise do Ebola", disse Kim.

O Canadá ofereceu nesta quinta-feira uma contribuição de 27 milhões de dólares para ajudar as Nações Unidas e agências não-governamentais no combate ao vírus.

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.