Tecnologia

Apple inicia produção de iPhone 14 na Índia antes do previsto

A Apple, que há muito fabricava a maioria de seus iPhones na China, está buscando alternativas conforme Xi Jinping entra em embates com o governo dos EUA

Por André Lopes
Publicado em 26/09/2022 17:43
Última atualização em 26/09/2022 17:55

Tempo de Leitura: 3 min de leitura

A Apple começou a fabricar seu novo iPhone 14 na Índia mais cedo do que o previsto, após um início de produção surpreendentemente ágil que reduziu o atraso entre a produção chinesa e indiana de meses para meras semanas.

O gigante de tecnologia americano fez o anúncio na segunda-feira, semanas após o lançamento do dispositivo, em 7 de setembro. A empresa havia trabalhado com a Foxconn, sua parceira de produção mais importante, com o objetivo original de montar iPhones em Chennai cerca de dois meses após o lançamento global, disse a Bloomberg News em agosto.

Seus parceiros aceleraram o processo depois que resolveram problemas de cadeias de suprimentos, o que ajudou a produção a ser mais fluida do que o esperado, disseram pessoas familiarizadas com o assunto, pedindo para permanecerem anônimas sobre a discussão de procedimentos internos.

A Apple, que há muito fabricava a maioria de seus iPhones na China, está buscando alternativas conforme Xi Jinping entra em embates com o governo dos EUA e impõe bloqueios que interrompem a atividade econômica em todo o país. Ao mesmo tempo, o governo de Narendra Modi está interessado em fazer da Índia um concorrente da China em tecnologia e capacidade de produção, especialmente à medida em que os investidores e corporações ocidentais começam a se desapontar com o histórico de Pequim.

“A Índia é agora um local atraente para a fabricação, pois oferece uma melhor estrutura de custos trabalhistas enquanto a Apple procura reduzir os riscos geopolíticos”, disse Jeff Pu, analista da Haitong International Securities. “Para transformar a Índia em um importante local de fabricação, a Apple ajudará a Índia a acelerar seu cronograma de produção.”

“Estamos empolgados por fabricar o iPhone 14 na Índia”, disse a Apple em comunicado enviado por e-mail na segunda-feira, sem discutir os prazos de produção. Um representante da Foxconn preferiu não comentar.

Parceiros da Apple, como a Foxconn, que fabrica a maioria dos iPhones do mundo, normalmente começam a montar o aparelho na Índia cerca de seis a nove meses depois das fábricas chinesas. Isso ocorre, em parte, porque é preciso mais tempo para que sejam garantidos e enviados componentes cruciais a uma cadeia de suprimentos menos acostumada ao processo.

A montagem de iPhones geralmente envolve a coordenação de centenas de fornecedores e o cumprimento dos prazos e controles de qualidade rigorosos da Apple.

Ainda assim, analistas como Ming Chi Kuo, do TF International Securities, disseram que a Apple eventualmente enviará novos iPhones de ambos os países aproximadamente ao mesmo tempo, um marco nos esforços da empresa para diversificar sua cadeia de produção e criar redundância.

Corresponder ao ritmo chinês de produção do iPhone também marcaria uma grande conquista para a Índia, que vem divulgando sua atratividade como uma alternativa em um momento em que lockdowns contra covid e sanções dos EUA colocam em risco a posição da China como fábrica do mundo. Executivos do setor estão explorando a chamada estratégia “China-mais-um” de migrar parte da produção para países como Índia ou Vietnã.


Veja Também