Apple e Adidas disputam consumidores em lançamento duplo

Produtos de ambas as marcas chegam no mesmo dia e competem por atenção de compradores

Em um único dia, dois lançamentos de produtos esperados com ansiedade irão convergir e disputar a atenção dos consumidores. Hoje, o iPhone mais caro da história chegará às lojas no mesmo dia do mais aguardado lançamento de tênis urbanos da Adidas, da linha Yeezy criada pelo rapper Kanye West.

O público dos dois produtos, os amantes da tecnologia e da moda, é praticamente o mesmo à medida que mais empreendedores e figurões do Vale do Silício adotam o estilo de moda de rua. Entre eles, estão o presidente da Apple, Tim Cook, o presidente do Twitter, Jack Dorsey e o cofundador do Airbnb, Brian Chesky.

Os novos smartphones Xs da Apple já geram burburinho e longas filas em frente às lojas há alguns anos. Vazamentos de imagens e rumores apenas aumentam as expectativas dos consumidores. Há algum tempo, a Adidas tem usado a mesma estratégia para atrair consumidores para suas lojas, ávidos para serem um dos primeiros a comprarem o último lançamento.

O rapper Kanye West foi uma das primeiras celebridades fora do mundo de esportes a representar uma marca de calçados esportivos e criou sua própria marca, Yeezy (o nome da linha é muito semelhante a seus álbuns Yeezus e Ye).

“Parte do fascínio é que os produtos são difíceis de encontrar e difíceis de comprar. É exatamente a mesma mentalidade”, disse Adam Bain, ex-diretor de operações do Twitter e fã de sneakers para o Financial Times.

O hype em torno dos sneakers deu novo fôlego para a Adidas, que por muito tempo havia sido deixada para trás pela Nike na guerra do mercado de produtos esportivos. De acordo com West, a Yeezy deve chegar ao valor de um bilhão de dólares até o fim do ano, mas tem potencial para alcançar até dez vezes esse valor.

A Apple não é a maior fabricante de smartphones, atrás da Samsung e da Huawei. Mas, bastante impulsionada por sua base fiel de fãs, é a empresa mais valiosa do mundo – atingiu 1 trilhão de dólares em valor de mercado em agosto deste ano.

Em comum, as duas empresas mostram que uma estratégia assertiva de marketing e um relacionamento contínuo com os clientes mais fiéis é um novo padrão de sucesso para empresas de consumo. A dúvida, nesta sexta-feira, é quem consegue levar mais gente para suas lojas: a moda ou a tecnologia.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.