Tecnologia

App do Google Maps para iPhone ainda vai demorar meses

O Google está, sim, desenvolvendo um aplicativo de mapas para o iPhone, mas ele só deve ficar pronto no final do ano, diz o New York Times

Scott Forstall, da Apple, apresenta o novo Mapas:  (Justin Sullivan / Getty Images)

Scott Forstall, da Apple, apresenta o novo Mapas: (Justin Sullivan / Getty Images)

Maurício Grego

Maurício Grego

Publicado em 26 de setembro de 2012 às 18h26.

São Paulo — Depois que a Apple baniu o Google Maps do iPhone, muita gente ficou esperando que o Google liberasse seu próprio aplicativo de mapas para o iOS, como fez com o YouTube. Mas o app não veio e ficou a dúvida sobre se ele existe mesmo. Agora, o jornal New York Times diz ter confirmado que o Google Maps para iPhone está em desenvolvimento. A má notícia é que ele só deve ficar pronto no final do ano.

Segundo o jornal, o Google não esperava que a Apple deixasse de usar o Google Maps neste ano, já que o contrato de licenciamento entre duas empresas ainda não terminou. Pega de surpresa, a empresa de Mountain View não teve tempo para aprontar o app para iPhone.

O site The Verge confirma essa informação e diz que, pelo contrato, a Apple poderia ter continuado usando o Google Maps por mais um ano. Outra dificuldade, segundo o New York Times, é que o Google quer liberar o app já com imagens em 3D, para não ficar atrás do novo aplicativo da Apple nesse recurso. Mas as imagens em 3D do Google estão no Google Earth, e juntar os dois aplicativos num só não é tarefa fácil. 

The Verge especula que a Apple partiu para uma nova solução porque o iPhone estava atrás do Android em mapas. Os smartphones que usam o sistema do Google já têm, há anos, instruções detalhadas de navegação (conhecidas, em inglês, como “turn by turn” ou “curva a curva”), que não estavam disponíveis no iPhone. É uma afirmação que confirma outras divulgadas anteriormente.

A expectativa pela chegada do app do Google surgiu por causa das inúmeras falhas no novo aplicativo de mapas da Apple. Ele é parte do iOS 6, nova versão do sistema operacional móvel da empresa, que estreou junto com o iPhone 5. O novo app substituiu o antigo, que usava a base cartográfica do Google.

Agora, a base de dados geográficos pertence à própria Apple. Mas o resultado é desastroso. Os erros vão de cidades no meio da Antártica a trechos de mar que viraram terra. A Apple já divulgou uma declaração dizendo que o Mapas é um trabalho em andamento e vai melhorar. Mas não é o que diz o site da empresa. Lá, ele é descrito como “o serviço de mapas mais bonito e perfeito que existe”.

Acompanhe tudo sobre:AppsCelularesEmpresasEmpresas americanasEmpresas de internetempresas-de-tecnologiaGoogleGoogle MapsiOSiPhoneLocalizaçãoMapasSmartphonesTecnologia da informação

Mais de Tecnologia

TikTok impulsiona crescimento da cultura sul-coreana e alcança R$ 777 bilhões

Google deve comprar empresa de cibersegurança por US$ 23 bilhões, diz WSJ

Motorola Moto G24 vale a pena? Veja preço, detalhes e ficha técnica

Samsung Galaxy A54 é bom? Veja preço, detalhes e ficha técnica

Mais na Exame