Após provocar Apple, Xiaomi anuncia novo celular sem carregador

Informação foi divulgada pelo CEO da empresa na rede social Weibo

Lei Jun, CEO da fabricante chinesa de smartphones Xiaomi, confirmou que o próximo telefone Mi 11 não será vendido com carregador, alegando preocupações ambientais. Anúncio coloca a empresa no grupo de fabricantes que "zombaram" da Apple há poucas semanas após a decisão de não incluir carregadores na caixa do iPhone 12.

Jun fez os comentários na rede social chinesa Weibo, afirmando que as pessoas têm muitos carregadores, o que cria um impacto ambiental e, portanto, a empresa estava cancelando o carregador do Mi 11.

CEO da Xiaomi confirmou a decisão no site de mídia social Weibo CEO da Xiaomi confirmou a decisão no site de mídia social Weibo

CEO da Xiaomi confirmou a decisão no site de mídia social Weibo (Redes sociais/Reprodução)

Pouco depois do lançamento do iPhone 12, a Xiaomi twittou que "não deixou nada fora da caixa" para seu Mi 10T Pro, adicionando um pequeno videoclipe que mostra uma caixa Mi 10T com um carregador incluso.

Há, de fato, um forte argumento ambiental para não incluir os carregadores, especialmente se forem idênticos às dezenas de outros que a maioria das pessoas já possui. Mas parece que, à medida que os fabricantes de telefones continuam aumentando os preços de seus novos dispositivos, eles estão de alguma forma encontrando maneiras de entregar menos aos clientes — sem fones de ouvido e carregadores —, mesmo que sejam peças fundamentais para o funcionamento dos aparelhos.

No início do mês, o Procon-SP notificou a Apple para que a empresa justifique a venda de seus iPhones sem o carregador. O órgão lembrou que a Apple não garante que o uso dos adaptadores antigos não vá comprometer o carregamento e segurança do celular. “Ao comprar um novo aparelho, o consumidor tem a expectativa de que não só o iPhone apresentará melhor performance, como também o adaptador de energia”, afirmou a fundação.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.