Americano termina live recorde após 31 dias consecutivos ao vivo

Ludwig Ahgren terminou maratona de 31 dias no ar dividindo dinheiro das assinaturas com caridade e moderadores do canal

Chegou ao fim nesta quarta-feira, 14, a live de Ludwig Ahgren, um produtor de conteúdo e streamer que estava no ar ininterruptamente desde o dia 14 de março.

Ahgren quebrou recordes de inscrições em seu canal com a transmissão ao vivo. São atualmente 282.000 inscritos pagantes no canal da Twitch, tornando-o o streamer com mais assinaturas da plataforma (cada uma delas custa 5 dólares, e uma parte fica com a empresa). A exaustão de Ahgren ficou evidente nos últimos dias, quando passava bastante tempo dormindo em sua cama de carro de corrida em frente à câmera.

O que o jovem de 25 anos decidiu fazer é apelidado pelos streamers, designação de quem faz os vídeos ao vivo no site, de "subathon". A subathon seria uma maratona de inscrições, em que o streamer que faz a live realiza certas atividades ao vivo para acumular novas assinaturas no seu canal.

Normalmente, as subathons começam com uma meta numérica. Muitas vezes, o streamer promete fazer algo quando ele atingir o número decidido. Já Ludwig estruturou sua live de um modo diferente: cada nova assinatura acrescentava 20 segundos em um relógio que determina quanto tempo falta para a transmissão acabar.

O relógio nunca chegou ao zero. Na realidade, sempre que faltava muito pouco tempo para o fim da transmissão um grupo novo de pessoas se inscrevia dando novo fôlego à live. Mesmo quando Ahgren decidiu acabar a live ainda restava cerca de uma hora no relógio.

Ele agradeceu aos inscritos no final. "Não entendam errado, eu não sou seu amigo, não temos relação social. Eu não posso conhecer todos vocês, tem 200.000 pessoas na stream agora, mas, de alguma maneira, vocês, como um coletivo, me fizeram muito feliz", disse.

Ontem, durante o último dia da maratona, o streamer dedicou a renda das inscrições no canal para caridade e parte do dinheiro arrecadado durante o último mês foi dividido com os moderadores que ajudaram a manter a transmissão. Muitos "substituíram" Ludwig quando ele precisou ir ao banheiro ou dormir e fizeram participações na live, jogando ou conversando com inscritos pelo chat. Um deles afirmou que a renda vinda da moderação do conteúdo o ajudou a pagar dívidas que lutava a anos para quitar.

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.