• BVSP 118.811,74 pts +1,0%
  • USD R$ 5,7335 +0,0527
  • EUR R$ 6,8289 +0,0673
  • ABEV3 R$ 15,57 +1,37%
  • BBAS3 R$ 29,49 +1,03%
  • BBDC4 R$ 25,63 +1,71%
  • BRFS3 R$ 24,48 +2,00%
  • BRKM3 R$ 46,83 +7,98%
  • BRML3 R$ 9,82 -1,21%
  • BTOW3 R$ 63,1 +0,73%
  • CSAN3 R$ 89,85 +0,74%
  • ELET3 R$ 34,76 -1,95%
  • EMBR3 R$ 16 +0,25%
  • Petróleo US$ 63,19 +0,38%
  • Ouro US$ 1.732,60 -0,70%
  • Prata US$ 24,83 -1,95%
  • Platina US$ 1.174,90 -2,84%

Alphabet cresce 23% no 4º tri e tem receita de mais de US$ 182 bi em 2020

Controladora do Google desbancou as projeções de que cresceria apenas algo próximo de 15% nos últimos meses de 2020

Controladora do Google, a Alphabet divulgou nesta terça-feira (2) o balanço do 4º trimestre de 2020 e os números consolidados de todo o ano passado que contemplam não apenas o serviço de buscas (que ganha dinheiro com publicidade), mas também a operação de computação em nuvem e serviços como YouTube e Google Drive.

Conheça o maior banco de investimentos da América Latina e invista com os melhores assessores

O balanço do 4º trimestre da Alphabet fechou com receita de 56,9 bilhões de dólares, um aumento de 23% em relação ao montante obtido no mesmo período do ano passado. O lucro registrado subiu 43% e foi de 15,2 bilhões de dólares ante os 10,6 bilhões de dólares obtidos pela companhia no último trimestre de 2019.

No 4º trimestre

  • Receita 56,9 bilhões de dólares, alta de 23%
  • Lucro de 15,2 bilhões de dólares, alta de 43%
  • Lucro por ação foi de 22,30 dólares por papel, alta de 45%

A alta de 26% da receita vai além das expectativas de Wall Street, que esperavam um crescimento de apenas 15% durante o período. Neste ponto, é preciso destacar uma alta de 46% na receita obtida com serviços de computação em nuvem. A divisão Google Cloud obteve 3,8 bilhões de dólares, pouco mais de 6% do faturamento total do trimestre.

A maior parte da receita, como de praxe, foi obtida com os serviços do Google que são baseados na distribuição de publicidade. A receita do setor cresceu 22%, de 43,2 bilhões de dólares no último trimestre de 2019 para 52,8 bilhões de dólares em 2020.

O lucro por ação ficou em 22,30 dólares. O valor é 45% maior do que o registrado no último trimestre de 2019 e surpreende o mercado. A Alphabet já havia registrado alguns trimestres com queda neste valor. Avaliada em quase 1,3 trilhão de dólares, a Alphabet viu suas ações dispararem 17% no 4º trimestre.

No consolidado de 2020

  • Receita 182,5 bilhões de dólares, alta de 12%
  • Lucro de 40,2 bilhões de dólares, alta de 17%
  • Receita com a divisão Google Services foi de 168,6 bilhões de dólares

Nos resultados que contemplam todo o ano de 2020, a Alphabet obteve receita de 182,5 bilhões de dólares, alta de 12% ante 2019. O lucro aumentou 17% e ficou em 40,2 bilhões de dólares para o período de 12 meses. Quem investiu em ações da empresa no começo de 2020 e vendeu ao fim do ano passado obteve valorização de 27%.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.