Alienígenas, túneis e viagens de foguete: a visão de futuro de Musk no G20

O novo dono do Twitter apareceu por videoconferência em uma cúpula empresarial paralela ao G20 na ilha turística indonésia de Bali
 (AFP/AFP)
(AFP/AFP)
A
AFPPublicado em 14/11/2022 às 11:34.

Sentado no escuro, com o rosto meio iluminado por uma luz avermelhada, o bilionário Elon Musk exibiu em um evento paralelo da cúpula do G20 uma visão excêntrica do futuro com alienígenas, viagens de foguete e uma rede de túneis subterrâneos.

O novo dono do Twitter apareceu por videoconferência em uma cúpula empresarial paralela ao G20 na ilha turística indonésia de Bali.

Projetado em uma grande tela acima do palco, Musk apareceu como uma imagem fantasmagórica, com apenas o rosto e as mãos mal iluminados e avermelhados em um ambiente completamente escuro.

"Tivemos uma queda de energia três minutos antes da ligação. Por isso estou completamente no escuro", disse ele ao empresário e moderador indonésio, Anindya Bakrie.

Questionado sobre o motivo de não ter viajado para a ilha, o novo dono do Twitter brincou que sua "carga de trabalho aumentou bastante recentemente" por causa da compra da rede social.

Depois falou um pouco mais sobre esta operação controversa, que levou à demissão de milhares de trabalhadores e à introdução de uma taxa de verificação de contas.

A conversa se voltou especialmente para a visão peculiar de Musk do futuro, com uma rede de túneis subterrâneos para descongestionar o trânsito na superfície, viagens de foguete ao redor do mundo e vida alienígena.

"Podemos encontrar civilizações alienígenas ou descobrir civilizações que existiram há milhões de anos", disse ele.

O dono da marca de veículos Tesla e da empresa aeroespacial SpaceX defendeu que a mobilidade do futuro passe pelo carro elétrico e por uma rede de túneis para descongestionar o trânsito.

Também mostrou interesse em construir plataformas de lançamento de foguetes ao redor do mundo para que as pessoas pudessem viajar "para o outro lado do planeta" a vinte vezes a velocidade do som.

"Acho que isso realmente abriria o mundo, se você pudesse viajar para qualquer lugar em menos de uma hora", disse ele.

LEIA TAMBÉM: 

Musk alerta para possível falência do Twitter em fala à equipe