Tecnologia

Adolescente mata homem no México após negociar crime pelo Facebook

Jovem declarou que foi contactado por um homem por meio do Facebook, e que ele ofereceu 31.000 pesos para privar uma pessoa da vida

Facebook  (geralt via Pixabay)

Facebook (geralt via Pixabay)

DR

Da Redação

Publicado em 15 de outubro de 2015 às 07h59.

Um adolescente de 14 anos assassinou um homem com um tiro na cabeça na cidade mexicana de Tijuana depois de ter sido contactado pelo Facebook para realizar este crime por um valor de quase 1.900 dólares, informou o Ministério Público local.

O menino foi detido no sábado nesta cidade do noroeste e fronteiriça com os Estados Unidos depois de ter cometido o homicídio, disse Miguel Ángel Guerrero, Coordenador da Subprocuradoria de Investigações Especiais do Ministério Público do estado da Baixa Califórnia.

"O jovem declarou que foi contactado por um homem por meio do Facebook, e que ele ofereceu 31.000 pesos para privar uma pessoa da vida", disse Guerrero.

Segundo o relato do menor, a pessoa que o contactou explicou no que o trabalho consistia e eles decidiram se encontrar no sábado passado em uma das principais avenidas da cidade, disse o funcionário em uma coletiva de imprensa na noite de terça-feira.

Em plena luz do dia, um motorista de táxi levou o adolescente a uma zona conhecida por seus bares e venda de drogas, onde "deram a ele uma arma e apontaram a pessoa que ele deveria matar", um homem de 35 anos, explicou Guerrero.

O menino teria descido, então, do veículo, caminhado em direção ao homem e atirado em sua cabeça com uma pistola calibre 40.

Quando tentava fugir, o menor foi capturado por policiais municipais e enviado ao Juizado Especializado na Justiça para Adolescentes.

Os cartéis narcotraficantes e os grupos criminosos que operam no México recrutam menores para cometer crimes e somá-los as suas fileiras, muitas vezes para atuar como espiões que reportam os movimentos de autoridades nas ruas.

 

Acompanhe tudo sobre:EmpresasEmpresas americanasEmpresas de internetempresas-de-tecnologiaFacebookINFOInternetRedes sociais

Mais de Tecnologia

Apagão cibernético afetou 8,5 milhões de computadores da Microsoft

Uber apresenta instabilidade no app nesta sexta-feira

Zuckerberg diz que reação de Trump após ser baleado foi uma das cenas mais incríveis que já viu

Companhias aéreas retomam operações após apagão cibernético

Mais na Exame